1. Duo Gisbranco | 19.07.2018 - 20h

    19/07
    Duo Gisbranco | 19.07.2018 - 20h
    Programação Cultural:

    Formado pelas pianistas e compositoras Bianca Gismonti e Claudia Castelo Branco, o duo lança seu terceiro CD Pássaros que coroa a parceria com o músico e poeta brasileiro Chico César, um dos maiores compositores da atualidade dedicado a uma poesia genuinamente brasileira. Essa mistura dos dois pianos com a vibrante poesia de Chico César é algo inédito, singular e fascinante. Diferentemente dos dois discos anteriores, que são essencialmente instrumentais, “Pássaros” representa para o duo um mergulho profundo na criação da canção brasileira, de forma experimental e livre. Misturando elementos da música erudita, instrumental e popular brasileira de maneira expressiva e cativante, o duo constrói um trabalho dentro de uma linguagem moderna e acessível a uma grande diversidade de platéias. O duo estreou profissionalmente em 2005, no Rio de Janeiro e, nestes treze anos de trabalho, vêm se apresentando em festivais e shows por todo país.

     

    Ocupação total: 89 lugares

    Meia-Entrada: 35 lugares

    Lei Federal nº 12.933, de 26/12/2013

    Decreto Federal nº 8.537, de 05/10/2015

    Saiba Mais
  2. Ponto de Teatro - Fisiologia do Desespero | 20.07.2018 - 20h

    20/07
    Ponto de Teatro - Fisiologia do Desespero | 20.07.2018 - 20h
    Programação Cultural:

    Fisiologia do Desespero é sobre como o corpo aguenta, como o corpo resiste, como o corpo sucumbe e como ele continua. É uma investigação em dança e performance que permitirá ao público experienciar imersão e borramentos no limiar entre surrealismo e realidade. Busca a materialidade do corpo como potência, trazendo para a cena a organicidade do animal no avesso do humano, através da corporeidade das bailarinas Carla Vendramin, Renata de Lélis e Viviane Lencina. Direção de Eva Schul.

    O espetáculo integra a programação do Instituto Ling, que lançou em 2018 um novo projeto para impulsionar a produção de artes cênicas no Rio Grande do Sul, o Ponto de Teatro, com curadoria do jornalista e crítico Renato Mendonça. O projeto Ponto de Teatro tem patrocínio da Fitesa e financiamento do Governo RS / Sistema Pró-Cultura / Lei de Incentivo à Cultura – LIC/RS.

    Ocupação total: 89 lugares

    Meia-Entrada: 23 lugares

    Lei Federal nº 12.933, de 26/12/2013

    Decreto Federal nº 8.537, de 05/10/2015

    Saiba Mais
  3. Ponto de Teatro - Fisiologia do Desespero | 21.07.2018 - 18h

    21/07
    Ponto de Teatro - Fisiologia do Desespero | 21.07.2018 - 18h
    Programação Cultural:

    Fisiologia do Desespero é sobre como o corpo aguenta, como o corpo resiste, como o corpo sucumbe e como ele continua. É uma investigação em dança e performance que permitirá ao público experienciar imersão e borramentos no limiar entre surrealismo e realidade. Busca a materialidade do corpo como potência, trazendo para a cena a organicidade do animal no avesso do humano, através da corporeidade das bailarinas Carla Vendramin, Renata de Lélis e Viviane Lencina. Direção de Eva Schul.

    O espetáculo integra a programação do Instituto Ling, que lançou em 2018 um novo projeto para impulsionar a produção de artes cênicas no Rio Grande do Sul, o Ponto de Teatro, com curadoria do jornalista e crítico Renato Mendonça. O projeto Ponto de Teatro tem patrocínio da Fitesa e financiamento do Governo RS / Sistema Pró-Cultura / Lei de Incentivo à Cultura – LIC/RS.

    Ocupação total: 89 lugares

    Meia-Entrada: 23 lugares

    Lei Federal nº 12.933, de 26/12/2013

    Decreto Federal nº 8.537, de 05/10/2015

    Saiba Mais
  4. Musicalização para Crianças | 21.07.2018 - 11h

    21/07
    Musicalização para Crianças | 21.07.2018 - 11h
    Programação Cultural:

    Ministério da Cultura e Instituto Ling apresentam:

    Em uma atividade voltada para pais e filhos, o professor Bob Bopsin interage com o público utilizando instrumentos diversos, como teclado, violão, guitarra e percussão, para mesclar músicas, histórias, teatros, brincadeiras e mágicas. As atividades começam por ouvir, observar e experenciar, integrando progressivamente um vocabulário de melodias, ritmos e movimentos. Com uma história musicada e imagens no projetor, o professor ensinará as músicas, fazendo com que todos participem de forma aleatória, ganhando cada vez mais precisão até chegar à assimilação do vocabulário musical.

    O ingresso destina-se apenas para crianças. Acompanhantes adultos tem acesso gratuito.

    Esta atividade tem patrocínio da Crown Embalagens e financiamento do Ministério da Cultura, Governo Federal.

    Saiba Mais
  5. Audições Comentadas de Jazz - John Coltrane

    26/07
    Audições Comentadas de Jazz - John Coltrane
    Cursos:

    Ministério da Cultura e Instituto Ling apresentam:

    Noites dedicadas ao Jazz. A música que nasceu nos Estados Unidos no início do século passado, tem suas raízes na música negra americana, como o blues, as work songs e o ragtime. O jornalista Paulo Moreira retorna ao Instituto Ling para promover uma verdadeira ode ao ritmo que conquistou o mundo e demonstrou toda sua versatilidade em diferentes estilos. Nessa edição, você vai apreciar o jazz de John Coltrane, com interpretações de Ronaldo Pereira, do grupo Kula Jazz.

    Esta atividade tem patrocínio da Crown Embalagens e financiamento do Ministério da Cultura, Governo Federal.

    Inscrições:

    Inteira: R$ 40,00

    Meia-Entrada: R$ 20,00*

    *para meia-entrada - estudantes, pessoas com deficiência e com mais de 60 anos, escreva para educativo@institutoling.org.br e solicite seu cupom de desconto. Na data do evento, apresente sua identificação.

    Saiba Mais
  6. Ponto de Teatro - Fisiologia do Desespero | 27.07.2018 - 20h

    27/07
    Ponto de Teatro - Fisiologia do Desespero | 27.07.2018 - 20h
    Programação Cultural:

    Fisiologia do Desespero é sobre como o corpo aguenta, como o corpo resiste, como o corpo sucumbe e como ele continua. É uma investigação em dança e performance que permitirá ao público experienciar imersão e borramentos no limiar entre surrealismo e realidade. Busca a materialidade do corpo como potência, trazendo para a cena a organicidade do animal no avesso do humano, através da corporeidade das bailarinas Carla Vendramin, Renata de Lélis e Viviane Lencina. Direção de Eva Schul.

    O espetáculo integra a programação do Instituto Ling, que lançou em 2018 um novo projeto para impulsionar a produção de artes cênicas no Rio Grande do Sul, o Ponto de Teatro, com curadoria do jornalista e crítico Renato Mendonça. O projeto Ponto de Teatro tem patrocínio da Fitesa e financiamento do Governo RS / Sistema Pró-Cultura / Lei de Incentivo à Cultura – LIC/RS.

    Ocupação total: 89 lugares

    Meia-Entrada: 23 lugares

    Lei Federal nº 12.933, de 26/12/2013

    Decreto Federal nº 8.537, de 05/10/2015

    Saiba Mais
  7. Jantar Cultural: do Mediterrâneo ao Pacífico

    27/07
    Jantar Cultural: do Mediterrâneo ao Pacífico
    Cursos:

    A Chef Bélen Ruiz Montava retorna ao Instituto Ling para este jantar especial, inspirado no intercâmbio gastronômico promovido pelas grandes navegações. Foi durante esse período que ingredientes e especiarias transitaram pela primeira vez entre continentes, numa troca intensa de aromas e sabores. O Novo Mundo conheceu as pimentas da Índia e os limões vindos da Ásia, incorporando gradualmente cada uma das novidades. Esse processo de exploração marítima também acabou incorporando o tomate, a batata e o feijão na gastronomia europeia. Entre as fusões mais ricas na atualidade, destaque para a peruana, que também incorpora itens da culinária chinesa e a japonesa, fechando assim, do Mediterrâneo ao Pacífico, os sabores do Mundo.

    Saiba Mais
  8. Ponto de Teatro - Fisiologia do Desespero | 28.07.2018 - 18h

    28/07
    Ponto de Teatro - Fisiologia do Desespero | 28.07.2018 - 18h
    Programação Cultural:

    Fisiologia do Desespero é sobre como o corpo aguenta, como o corpo resiste, como o corpo sucumbe e como ele continua. É uma investigação em dança e performance que permitirá ao público experienciar imersão e borramentos no limiar entre surrealismo e realidade. Busca a materialidade do corpo como potência, trazendo para a cena a organicidade do animal no avesso do humano, através da corporeidade das bailarinas Carla Vendramin, Renata de Lélis e Viviane Lencina. Direção de Eva Schul.

    O espetáculo integra a programação do Instituto Ling, que lançou em 2018 um novo projeto para impulsionar a produção de artes cênicas no Rio Grande do Sul, o Ponto de Teatro, com curadoria do jornalista e crítico Renato Mendonça. O projeto Ponto de Teatro tem patrocínio da Fitesa e financiamento do Governo RS / Sistema Pró-Cultura / Lei de Incentivo à Cultura – LIC/RS.

    Ocupação total: 89 lugares

    Meia-Entrada: 23 lugares

    Lei Federal nº 12.933, de 26/12/2013

    Decreto Federal nº 8.537, de 05/10/2015

    Saiba Mais
  9. Coleção de moda para bonecos: construindo o seu próprio brincar

    28/07
    Coleção de moda para bonecos: construindo o seu próprio brincar
    Cursos:

    Construção de roupinhas removíveis com tecido, tinta e lã para bonecos de papel. O resgate ao passado feito através das brincadeiras de criança, permitindo exercitar a criatividade, motricidade, experimentações e fantasia.

     

    Observações:

    Esta atividade destina-se a crianças de 5 a 10 anos, preferencialmente acompanhadas pelos pais, tios, padrinhos, avós ou responsável.

    O valor da inscrição refere-se à participação de cada criança, não sendo necessária a inscrição do acompanhante. Um acompanhante por criança.

    O material para a oficina está incluso no valor da matrícula.

    Saiba Mais
  10. Meu Filme Favorito com Nei Lisboa – Filme “O ano em que meus pais saíram de férias” | 02.08.2018 - 19h

    02/08
    Meu Filme Favorito com Nei Lisboa – Filme “O ano em que meus pais saíram de férias” | 02.08.2018 - 19h
    Programação Cultural:

    Ministério da Cultura e Instituto Ling apresentam:

    Na sexta edição da programação "Meu Filme Favorito" o cantor e compositor Nei Lisboa irá conversar com o público sobre um dos filmes que marcaram sua vida: “O ano em que meus pais saíram de férias” (2006) de Cao Hamburger. A atividade inclui a exibição do filme seguida de bate-papo com o convidado, mediado pelo curador do projeto, o jornalista Roger Lerina.

    Sinopse do filme: Em 1970, o Brasil e o mundo parecem estar de cabeça para baixo, mas a maior preocupação na vida de Mauro, um garoto de 12 anos, tem pouco a ver com a ditadura militar que impera no País, seu maior sonho é ver o Brasil tricampeão mundial de futebol. De repente, ele é separado dos pais e obrigado a se adaptar a uma estranha e divertida comunidade - o Bom Retiro, bairro de São Paulo, que abriga judeus, italianos, entre outras culturas. Uma história emocionante de superação e solidariedade.

    Duração do filme: 150 min

    Nei Lisboa é cantor e compositor gaúcho, e ao longo de mais de três décadas vem construindo uma obra de caráter popular e urbano, com onze CDs e dois livros lançados. Referenciado como artista reflexivo e atento aos signos de seu tempo, grandes nomes da MPB interpretam suas músicas: Caetano Veloso, Zélia Duncan, Ná Ozzetti, Luiza Possi, entre outros. Seu mais recente trabalho, Telas, Tramas e Trapaças do Novo Mundo, foi gravado ao vivo em Porto Alegre com patrocínio do projeto Natura Musical.

    Esta atividade tem patrocínio da Crown Embalagens e financiamento do Ministério da Cultura, Governo Federal.


    Ocupação total: 89 lugares

    Meia-Entrada: 35 lugares

    Lei Federal nº 12.933, de 26/12/2013

    Decreto Federal nº 8.537, de 05/10/2015

    Saiba Mais
  11. Pavel Kazarian & Gabriel Vieira | 04.08.2018 - 17h

    04/08
    Pavel Kazarian & Gabriel Vieira | 04.08.2018 - 17h
    Programação Cultural:

    Pavel Kazarian nasceu em Moscou e desde 1998 é funcionário efetivo do Teatro Bolshoi da Rússia. Como pianista participou de concertos e turnês da companhia, trabalhando com grandes nomes internacionais da dança. Autor da versão musical e regente da orquestra na estreia da Suíte do Ballet O Quebra-nozes da Escola do Teatro Bolshoi no Brasil. É diretor geral da Escola do Teatro Bolshoi no Brasil e diretor artístico do Desterro Festival de Dança de Florianópolis. Gabriel Vieira é multi-instrumentista, formado Bacharel em violino pela UDESC e vencedor do prêmio de melhor instrumentista em 2012 no Festival de Música de Avaré, São Paulo. Em fevereiro deste ano, Gabriel participou do Barcelona Fiddle Congress, sendo o primeiro brasileiro a participar do evento e representar o país no exterior. O duo tem dois discos lançados Homeland (2016) e River (2018), com temas autorais e clássicos. No mês passado, a dupla tocou na Embaixada da Rússia, em Brasília, durante a abertura da Copa do Mundo.

    Ocupação total: 89 lugares

    Meia-Entrada: 35 lugares

    Lei Federal nº 12.933, de 26/12/2013

    Decreto Federal nº 8.537, de 05/10/2015

    Saiba Mais
  12. Escola de Pais - Palestra Mitos na Pediatria com Tzvi Bacaltchuk

    06/08
    Escola de Pais - Palestra Mitos na Pediatria com Tzvi Bacaltchuk
    Cursos:

    Quantas vezes nos deparamos com dúvidas inquietantes sobre a saúde de nossos filhos? Muitas vezes saímos de casa correndo em direção ao pediatra porque não sabemos se devemos esperar uma febre passar ou ainda enfrentamos o atendimento da emergência pediátrica. O objetivo desse encontro é escutar a experiência de 40 anos de consultório do Dr. Tzi Balcatchuk. 

     “Escola de Pais” é um ciclo de encontros, com palestrantes referência em infância, que traz conceitos, dicas e debates com o objetivo de proporcionar a oportunidade de sermos pais mais capacitados a entender as necessidades nossas e dos nossos filhos, com um olhar amplo e atual do mundo em que vivemos.

    Curadoria:

    Alua Kopstein é mãe de David e Leon. Administradora pela ESPM, com MBA Internacional pela UFRGS. Foi Chefe do Instituto Gerdau por 12 anos com atuação internacional em 4 continentes. Foi diretora do Bora.aí e do Clubinho de Ofertas – Porto Alegre, ambas plataformas digitais dedicadas a divulgar e facilitar o acesso das famílias a programas com os filhos. Alua é voluntária na ONG Parceiros Voluntários.

    Marina Sirotsky é mãe de Felipe e Rafael. Psicóloga pela PUCRS, com MBA em gestão e estratégia no IE Business School (Espanha). É diretora da Maromar Investimentos, conselheira da Fundação Mauricio Sirotsky Sobrinho e fundadora do grupo Voluntárias pela Vida.

    Apoio: Escola Despertar e Censi Empreendimentos 

    Saiba Mais
  13. WALMOR CORREA E SPOROPHILA BELTONI

    07/08
    WALMOR CORREA E SPOROPHILA BELTONI
    Exposições:

    Ministério da Cultura e Instituto Ling apresentam

    Na dúvida, nós sempre dizemos “sim” ao desejo de tudo saber e tudo nomear.

    De um lado, a colonização do Brasil – com toda sua violência e desentendimento – é um capítulo na história de expansão do poder sapiente de uma civilização sobre toda a extensão do planeta. Do outro lado, o instituto norte-americano Smithsonian e o Museu de História Natural de Washington – com sua escala e ambição descomunais – são exemplares excelsos do quão longe pode ir a catalogação dos seres e saberes do mundo. Entre esses extremos, estão um artista e uma ave, ambos brasileiros: Walmor Corrêa e Sporophila beltoni.

    Em 2014, Walmor Corrêa recebeu uma bolsa de pesquisa do Instituto Smithsonian: viajaria para Washington munido de sua prática artística combinada com seu fascínio pessoal pela ornitologia, o estudo das aves, esses animais de natureza migratória alheios às fronteiras territoriais desenhadas pelo homem. Enquanto preparava-se para fazer o deslocamento entre as Américas, o artista lembrou de William Belton (1914–2009), ornitólogo estadunidense de contribuição inestimável para a área, inclusive no Brasil, onde os pesquisadores gaúchos Márcio Reppening e Carla Suertegaray Fontana recém haviam batizado, em sua homenagem, uma espécie de pássaro até então não catalogada.

    A Sporophila beltoni, hoje se sabe, existe há vários séculos, mas nunca havia sido observada com atenção, sempre confundida com outras espécies de Sporophila. Nativa do Brasil, ela não tinha nome nem identidade até poucos anos atrás. O artista quis, então, saber se havia alguma Sporophila brasileira no acervo do Smithsonian. A primeira, a segunda e a terceira respostas foram negativas e, em parte, esta exposição é resultado de sua insistência em abrir arquivos até encontrar um improvável espécime não catalogado: uma Sporophila brasileira empalhada em 1820 que vivia incógnita no fundo de uma gaveta com outros espécimes latino-americanos. Acaso dos acasos: era uma Sporophila beltoni.

    Daí em diante, o trabalho de Walmor concentrou-se em buscar maneiras de forjar reconhecimento e identidade para esse ser que vivia anônimo e foi morto para fazer parte do saber científico, que, então, o abandonou indigente e sozinho. Certidão de nascimento, carteira de identidade e passaporte são alguns dos papéis que o artista aprendeu a solicitar e produzir a fim de dar fé da existência do pássaro. Como um conjunto, a exposição atesta a empatia possível do artista com o pássaro e deles conosco, que descobrimos, de um só fôlego, ter sido encontrado algo que não sabíamos estar perdido.

    Paulo Miyada, curador.

    A exposição é organizada pelo Instituto Ling com patrocínio da Crown Embalagens e realização do Ministério da Cultura / Governo Federal.

    Saiba Mais
  14. Chopin em capítulos

    08/08
    Chopin em capítulos
    Cursos:

    Mazurkas, polonaises, valsas, noturnos; todos estes gêneros apontam para uma só direção: Fryderyk Chopin. De Varsóvia a Paris, o compositor polonês trilhou um longo percurso, convertendo-se em ícone do Romantismo e eterno na memória. Em três encontros, os pianistas Olinda Allessandrini e Tiago Halewicz remontam a trajetória de Chopin partindo da performance, apreciação e análise do seu repertório, contextualizando com os principais episódios de sua biografia e da história política, social e cultural do século XIX.

     

    Parceria Cultural: Casamundi Cultura

    Saiba Mais
  15. Oficina de crítica teatral - Desmedida Naitchy Club

    10/08
    Oficina de crítica teatral - Desmedida Naitchy Club
    Cursos:

    Especialmente nos últimos 15 anos, percebe-se uma transformação no conceito de crítica no campo das artes cênicas. O modelo que implicava uma apreciação valorativa, quase exclusivamente praticada por profissionais da imprensa ou da academia, está sendo substituído por outro, que visa à democratização da base crítica da arte. Nesse sentido, surgem iniciativas incentivando a produção de críticas em várias plataformas, especialmente as digitais, por parte de artistas, técnicos e mesmo público em geral. Alinhada a esse esforço surge a oficina de crítica teatral proposta por Renato Mendonça.

    A oficina se desenvolve basicamente em cinco momentos. No primeiro, oficinandos e oficineiro assistem juntos ao espetáculo do PONTO DE TEATRO 2018. A segunda etapa é em sala de aula, com uma parte expositiva e outra de debate entre os participantes sobre o espetáculo assistido. No terceiro momento, os oficineiros escrevem em casa uma primeira versão da crítica e a enviam por e-mail ao oficineiro, que as devolve com observações e sugestões. Na quarta fase, leitura aberta das críticas e discussão em aula. O quinto momento é quando as críticas, depois de revisadas pelo oficineiro, serão publicadas em plataforma digital (Facebook).

    Idade mínima de 18 anos. Convite especial a estudantes de teatro e de jornalismo.

    Inscrição gratuita!

    Pré-requisito: o aluno deverá assistir a primeira sessão do espetáculo Fisiologia do Desespero para participar da oficina. No ato da inscrição, o aluno já garante seu ingresso gratuito para assistir à peça.

    O projeto Ponto de Teatro tem patrocínio da Fitesa e financiamento do Governo RS / Sistema Pró-Cultura / Lei de Incentivo à Cultura - LIC/RS.

    Saiba Mais
  16. Ponto de Teatro - Desmedida Naitchy Club | 10.08.2018 - 20h

    10/08
    Ponto de Teatro - Desmedida Naitchy Club | 10.08.2018 - 20h
    Programação Cultural:

    Bem vindos ao club da Drag Desmedida. Lugar onde a música salva, o teatro redime e o riso transcende. Onde pecados podem ser perdoados... Desmeça-se. Desfaça-se. Desconstrua-se. Desmedida! Heinz Limaverde e um músico convidado conduzem a noite, transitando por diferentes personagens e estados, combinando a teatralidade ampliada da cena drag com a proximidade da cena biográfica, já explorada em outros espetáculos da Cia Rústica. Entre música ao vivo, teatro, humor, dublagens, palavra, dança, transformismo, celebramos a vontade de vida, a alegria, o riso, a crítica e o amor como possibilidade de existência em tempos de ódio.

    O espetáculo integra a programação do Instituto Ling, que lançou em 2018 um novo projeto para impulsionar a produção de artes cênicas no Rio Grande do Sul, o Ponto de Teatro, com curadoria do jornalista e crítico Renato Mendonça. O projeto Ponto de Teatro tem patrocínio da Fitesa e financiamento do Governo RS / Sistema Pró-Cultura / Lei de Incentivo à Cultura – LIC/RS.

    Ocupação total: 89 lugares

    Meia-Entrada: 23 lugares

    Lei Federal nº 12.933, de 26/12/2013

    Decreto Federal nº 8.537, de 05/10/2015

    Saiba Mais
  17. Ponto de Teatro - Desmedida Naitchy Club | 11.08.2018 - 18h

    11/08
    Ponto de Teatro - Desmedida Naitchy Club | 11.08.2018 - 18h
    Programação Cultural:

    Bem vindos ao club da Drag Desmedida. Lugar onde a música salva, o teatro redime e o riso transcende. Onde pecados podem ser perdoados... Desmeça-se. Desfaça-se. Desconstrua-se. Desmedida! Heinz Limaverde e um músico convidado conduzem a noite, transitando por diferentes personagens e estados, combinando a teatralidade ampliada da cena drag com a proximidade da cena biográfica, já explorada em outros espetáculos da Cia Rústica. Entre música ao vivo, teatro, humor, dublagens, palavra, dança, transformismo, celebramos a vontade de vida, a alegria, o riso, a crítica e o amor como possibilidade de existência em tempos de ódio.

    O espetáculo integra a programação do Instituto Ling, que lançou em 2018 um novo projeto para impulsionar a produção de artes cênicas no Rio Grande do Sul, o Ponto de Teatro, com curadoria do jornalista e crítico Renato Mendonça. O projeto Ponto de Teatro tem patrocínio da Fitesa e financiamento do Governo RS / Sistema Pró-Cultura / Lei de Incentivo à Cultura – LIC/RS.

    Ocupação total: 89 lugares

    Meia-Entrada: 23 lugares

    Lei Federal nº 12.933, de 26/12/2013

    Decreto Federal nº 8.537, de 05/10/2015

    Saiba Mais
  18. Identidade RS: conversas e receitas sobre ingredientes locais - 2ª edição

    16/08
    Identidade RS: conversas e receitas sobre ingredientes locais - 2ª edição
    Cursos:

    Boas conversas na cozinha e deliciosas receitas para aprender e experimentar. Na sua segunda edição, o projeto Identidade RS apresenta novas descobertas entre produtos e produtores de nosso estado.

    Desta vez, vamos descobrir o que há de interessante no litoral do Rio Grande do Sul, região muito rica e ainda pouco explorada na gastronomia. Flavia Mu, jornalista, e Marcelo Schambeck, chef de cozinha, desbravam nossa costa, conhecendo e mapeando produtores e culturas que  traduzem a riqueza de uma cozinha autêntica.

    Em dois encontros, vamos ouvir histórias de vida, aprender receitas de família e saber mais sobre os alimentos locais que traduzem a identidade da gastronomia pampeana.

    Saiba Mais