Filosofia

  1. A Ciência e a Arte do Jantar

    A Ciência e a Arte do Jantar

    Sem estoque

    A comida é um fenômeno complexo. Entrecruzam-se nela dimensões tão variadas quanto a econômica, a histórica, a cultural, mas também a química, a neurológica, a estética, ou ainda, e não menos importante, a de nossas preferências subjetivas.

    Relacionando Filosofia, Psicologia Experimental e Gastronomia, para explicar o que acontece conosco quando nos alimentamos, o evento está concebido em duas partes que estarão sobrepostas ao longo de um jantar. Uma, teórica, na qual o psicólogo experimental Charles Spence, Oxford, e o filósofo Barry Smith, Londres, ajudarão os convidados a perceberem e entenderem os fenômenos multissensoriais que ocorrem durante a prova e ingestão de alimentos, e outra, prática, na qual o Chef Xavier Gamez, um catalão radicado em Porto Alegre, oferecerá um jantar que promete ser uma deliciosa aventura de sabores, cheiros, texturas e cores.

    Curadoria: Prof. Dr. Adriano Naves de Brito, Decano da Escola de Humanidades Unisinos.

    Realização: Escola de Humanidades Unisinos, Xavier260 e Instituto Ling. 

    Parceiro do evento: Terrunyo Wine Store.

    Obs.: evento com tradução simultânea.

    Barry Smith e Charles Spence
    Barry Smith - professor de Filosofia e diretor do Instituto de Filosofia na Escola de Estudo Avançado da Universidade de Londres. Desde a publicação de seu livro Questions of Taste - the philosophy of wine, em 2007, tem trabalhado com psicólogos, neurologistas e neurocientistas, sobre a percepção do sabor. Também dirige um projeto internacional, em parceria com a Universidade de Nova York, sobre a natureza do gosto.

    Charles Spence - psicólogo experimental na Universidade de Oxford, coordena o Crossmodal Research Laboratory, que estuda a integração de informações entre as diferentes modalidades sensoriais.

    Período: 15.05

    Dia: sexta-feira

    Horário: 20h

  2. Felicidade e sabedoria

    Felicidade e sabedoria

    Sem estoque

    Poucas frases na história da filosofia são mais célebres do que a de Sócrates: uma vida sem exame não merece ser vivida. Com ela, a filosofia se torna um modo de viver a vida. O curso examina como os gregos concebiam a filosofia como um modo de vida sempre caracterizado pela busca da felicidade e da sabedoria. Os encontros analisam a vida e os ensinamentos de Sócrates e Platão para melhor compreender o sentido de uma vida devotada à sabedoria filosófica e ao tipo de boa vida que ela representava. Em seguida, a ética de Aristóteles mostra como o pensador compreendia a busca pelo mais alto bem que os seres humanos podem almejar: a eudaimonia, isto é, a felicidade. Mostrando a vitalidade dessa concepção, o curso se encerra buscando mostrar como os céticos e os estoicos - cujas lições serão tão ou mais permanentes para a filosofia até hoje - compreendiam a jornada humana em busca da verdadeira felicidade.

    Eduardo Wolf
    Eduardo Wolf é doutor em Filosofia pela USP, tendo sido pesquisador visitante na Universidade Ca'Foscari (Veneza, Itália) Foi articulista do jornal Zero Hora e da revista Veja e é editor da plataforma multimídia O Estado da Arte, no jornal Estado de São Paulo. Editou, entre outros, os volumes Pensar a Filosofia e Pensar o Contemporâneo, lançados pela Arquipélago Editorial. Traduziu os ensaios de T. S. Eliot (Notas para uma Definição de Cultura e A Ideia de uma Sociedade Cristã e Outros Ensaios - É Realizações) e diversos títulos de filosofia (A Filosofia Antes de Sócrates, de Richard Mckirahan, A invenção da Filosofia, de Néstor-Cordero, entre outros). Foi Secretário-Adjunto de Cultura de Porto Alegre. É assistente da curadoria do projeto Fronteiras do Pensamento.

    Período: 21 e 28.09 de 2017

    Dia: quintas-feiras

    Horário: das 19h30 às 21h30