Programação Cultural

  1. Bloomsday – James Joyce e as Vanguardas

    16/06
    Bloomsday – James Joyce e as Vanguardas

    Bloomsday é uma celebração que acontece, anualmente, em mais de 40 países em homenagem à obra literária “Ulisses” do escritor irlandês James Joyce. O romance narra um único dia da vida de seu personagem principal, Leopold Bloom, o dia 16 de junho de 1904. A comemoração do Bloomsday iniciou-se em 1924 na cidade de Dublin, cenário onde se passa a história, e se espalhou pelo mundo ao longo dos anos.

    No Instituto Ling, o Bloomsday será comemorado com uma programação especial constituída de artes visuais, música e literatura; numa noite dedicada à Joyce e às vanguardas. Ouviremos sons raramente executados, veremos desenhos se desmancharem em água, ilhas flutuantes. Utopias. Delírios. Risos.

    Outra atração do Bloomsday será uma intervenção inédita da artista Elida Tessler na galeria do Instituto Ling, com entrada franca, e visitação apenas no dia 16 de junho de 2016.

    Programa Bloomsday - James Joyce e as Vanguardas

    Ingressos disponíveis  

    Música: Transverso Espectral - Jeancarlo Leismann e Leandro Benites

    JOYCOSIDADES: Donaldo Schüler

    Música: Joquer cidades

    JOYCEUTOPIA: Edson Sousa

    Música: Séries inéditas

    JOYDELÍRIOS: Laura Benites

    Música: Cosmo espectral

    L´IRLANDAIS: DO PUB À BIBLIOTECA: Elida Tessler

    Música: A natureza ama ocultar-se

    Data de Início: 16/06

    Duração: 90 min

    Dias: Quinta-feira

    Horário: 20h

    Valor: R$ 40,00

  2. DUO GISMONTI CHARNAUX

    DUO GISMONTI CHARNAUX

    O encontro musical entre Alexandre Gismonti e Jean Charnaux foi possível graças a um amigo em comum, um mestre das cordas e da música, o violonista e compositor Guinga. Sempre conectado com as novas gerações de compositores e intérpretes, Guinga não se cansa de "trocar idéias" com os mais jovens e promove grandes encontros, por vezes realmente especiais, como no caso do Duo a Zero. O Duo compartilha duas grandes paixões: a música e o violão. A criatividade norteia tudo. Composições próprias estão presentes aos montes. Músicas de mestres desse instrumento "mais brasileiro impossível" também; especialmente as do amigo Guinga, que inspirou o encontro. Garoto, Pixinguinha, Bonfá, todos também presentes; Além, é claro, do repertório da dinastia Gismonti, já na sua quarta geração de compositores! A fluência no diálogo entre Alexandre e Jean é notável; A linguagem do dois é uma só e parece que nada é capaz de separá-los. Alexandre, filho do multi instrumentista Egberto Gismonti, é um dos principais violonistas da atualidade, tendo várias de suas obras selecionadas para festivais nacionais e internacionais. Charnaux é formado em violão clássico pela UFRJ, tendo passado pela Los Angeles Music Academy, nos EUA, e atuado ao lado de nomes como Dione Warwick e Emilio Santiago, entre outros.

    Ocupação total: 89 lugares

    Meia-Entrada: 35 lugares

    Lei Federal nº 12.933, de 26/12/2013

    Decreto Federal nº 8.537, de 05/10/2015

    Data de Início: 18/02

    Duração: 60min

    Dias: 18/02/2016

    Horário: 20h

    Valor: R$ 40,00

  3. Show João Omar

    Show João Omar

    Sem estoque

    João Omar vêm ao Instituto Ling lançar o cd Ao Sertano, inteiramente dedicado a obra para violão de seu pai, Elomar Figueira Mello. Este disco é o primeiro registro da obra completa para violão solo de Elomar, são composições criadas na sua juventude e ao longo de sua vida agora reunidos em um caderno com 13 peças. Autodidata, Elomar, ao longo de sua formação, já denotava uma aspiração para as formas eruditas, característica presente em suas canções, dada a complexidade da organização composicional que apresentam nos desenvolvimentos melódicos e harmônicos e nos contrapontos que permeiam cada uma delas. As composições se destacam pela forma ímpar como aborda elementos próprios da cultura musical do nordeste do Brasil, especialmente do sertão baiano, como também pelas construções temáticas. Peças originais que revelam um perfeito domínio na escrita para violão, com elaborada complexidade, beleza e virtuosismo. São músicas que aludem à jornada de trabalho do homem do campo, a preparação da terra para o plantio, a inclemência do clima do sertão e o dia a dia do homem do sertão. Maestro, Omar iniciou seus estudos musicais no Conservatório Musical de Vitória da Conquista e estudou regência na Universidade Federal da Bahia. Retoma agora sua carreira solo, que começou com o disco Corda Bamba, lançado em 2007.

    Ocupação total: 89 lugares

    Meia-Entrada: 35 lugares

    Lei Federal nº 12.933, de 26/12/2013

    Decreto Federal nº 8.537, de 05/10/2015

    Data de Início: 10/03

    Duração: 60 minutos

    Dias: Quinta-feira

    Horário: 20h

    Valor: R$ 40,00

  4. SHOW WAGNER TISO

    SHOW WAGNER TISO

    Sem estoque

    O mineiro Wagner Tiso é um dos maiores instrumentistas e arranjadores da música brasileira. Regente e compositor de formação erudita, acompanhou diversos artistas nos anos 60 e em 1970 entrou para a banda Som Imaginário, que acompanhava Milton Nascimento e lançou dois discos de altíssimo nível e importância. Integrante do Clube da Esquina, desenvolveu intensa carreira no Brasil e exterior e, além de Milton Nascimento, tocou ao lado de nomes como Flora Purim, Ron Carter e Airton Moreira, além de ter feito arranjos para discos de Gonzaguinha, Paulo Moura, Paulinho da Viola, Caetano Veloso, Gal Cosa, Maria Bethânia, Tom Jobim, Johnny Alf, Gilberto Gil, Djavan, MPB-4, entre inúmeros outros. Criador de diversas trilhas sonoras, com destaque para filmes de Walter Lima Júnior e Oswaldo Caldeira, tem quase vinte discos solos lançados. 

    Ocupação total: 89 lugares 

    Meia-Entrada: 35 lugares 

    Lei Federal nº 12.933, de 26/12/2013 

    Decreto Federal nº 8.537, de 05/10/2015

    Data de Início: 07/04

    Duração: 60min

    Dias: 07/04/2016

    Horário: 20h

    Valor: R$ 40,00

  5. NAHIM MARUN

    NAHIM MARUN

    Nahim é um pianista internacionalmente reconhecido. No Brasil, foi escolhido Melhor Solista do Ano pela Associação Paulista dos Críticos de Arte e também indicado como Melhor Pianista pelo IV Prêmio Carlos Gomes. Foi premiado por suas gravações com o Diapason d’Or, o Prêmio Bravo! de Cultura  “Melhor CD de Música Erudita de 2006”, “Melhores do Ano” pela Iberian and Latin Music Society de Londres e American Record Guide. Registrou em CDs  e  DVDs muitas obras brasileiras importantes, que abarcam vários estilos composicionais, de nomes como Henrique Oswald, Villa-Lobos, Edino Krieger e Ronaldo Miranda, entre outros.

    Nahim vêm ao Instituto Ling apresentar o recital de lançamento do cd “Miniaturas de Oswald”, inteiramente dedicado a obra de Henrique Oswald (1852/1931). Mesmo sendo um dos mais importantes e expressivos compositores da música brasileira, algumas de suas obras ainda não possuíam nenhum tipo de registro fonográfico, algumas não foram sequer editadas, permanecendo totalmente desconhecidas pelo público. 

    Ocupação total: 89 lugares  

    Meia-Entrada: 35 lugares  

    Lei Federal nº 12.933, de 26/12/2013  

    Decreto Federal nº 8.537, de 05/10/2015

    Data de Início: 17/04

    Duração: 60min

    Dias: 17/04/2016

    Horário: 11h

    Valor: R$ 40,00

  6. Show Mike Moreno

    Show Mike Moreno

    O americano Mike Moreno é formado pela Houston High School for the Performing and Visual Arts, renomada escola por onde passaram nomes como Jason Moran, Robert Glasper, Kendrick Scott and Eric Harland. Em sua trajetória profissional, ele tocou ao lado de nomes e grupos como The Joshua Redman Elastic Band, Stefon Harris Sonic Creed, Lizz Wright Band, Nicholas Payton Quartet, Me’Shell N’Degeocello, Jason Moran, Terence Blanchard, Robert Glasper, Gretchen Parlato, Aaron Parks Quartet, Greg Osby, Wynton Marsalis and the Jazz At Lincoln Center Orchestra, and Jeff “Tain” Watts.

    Sobre o seu trabalho autoral o crítico Nate Chinen, do New York Times e Jazztimes Magazine, disse: “Existem muitos outros guitarristas direcionados ao ideal modern, mas nenhum com as coordenadas precisas que Mike tem”. Em 2007, Mike lançou seu primeiro disco solo Between The Lines, considerado como um dos 10 melhores álbuns de Jazz do Ano (New York Times). Ele gravou seu segundo e terceiro discos, Third Wish (2008) e First In Mind (2011), para o selo europeu de jazz Criss-Cross Records. Em 2012, ele produziu seu novo álbum for Another Way, escolhido pelo iTunes na lista dos melhores discos do ano. Atualmente, finaliza seu novo disco Lotus, com lançamento previsto para 2016.

    Ocupação total: 89 lugares  

    Meia-Entrada: 35 lugares  

    Lei Federal nº 12.933, de 26/12/2013 

    Decreto Federal nº 8.537, de 05/10/2015

    Data de Início: 12/05

    Duração: 60min

    Dias: 12/05/2016

    Horário: 20h

    Valor: R$ 40,00

  7. RECITAL DE ALAÚDE COM GUILHERME DE CAMARGO

    19/06
    RECITAL DE ALAÚDE COM GUILHERME DE CAMARGO

    Guilherme de Camargo se destaca como um dos mais importantes instrumentistas de cordas dedilhadas antigas do Brasil (alaúde, teorba, guitarra barroca, viola de arame e guitarra romântica). Dono de uma discografia que inclui mais de uma dezena de títulos, ele apresentará no Instituto Ling um programa com obras de compositores renascentistas ingleses, franceses e espanhóis, como J. Dowland, Pierre Attaingnant e Luis de Narváez, entre outros.
    Doutor em musicologia pela Universidade de São Paulo e graduado com os títulos de mestre em musicologia e bacharel em violão erudito pela mesma instituição. Além de sua atividade como solista, atua intensamente como instrumentista de cordas dedilhadas antigas em conjuntos ou orquestras no país, com trabalhos realizados junto à Osesp, ao Coro da Osesp, à Banda Sinfônica do Estado de São Paulo e ao Coral Paulistano, entre outros. Suas apresentações o levaram às salas de concerto da China, França, Espanha, Portugal, Finlândia, Bolívia, Argentina, Paraguai e Equador, além de todo o Brasil.

    Ocupação total: 89 lugares  

    Meia-Entrada: 35 lugares  

    Lei Federal nº 12.933, de 26/12/2013 

    Decreto Federal nº 8.537, de 05/10/2015

    Data de Início: 19/06

    Duração: 60min

    Dias: 19/06/2016

    Horário: 11h

    Valor: R$ 40,00

  8. Sessão ACCIRS de Cinema: Ponto Zero

    Sessão ACCIRS de Cinema: Ponto Zero

    Exibição do filme Ponto Zero, seguido por debate com os realizadores e coordenado por representantes da Associação de Críticos de Cinema do Rio Grande do Sul.

    Aclamado pela crítica, o filme conta a história de um garoto de 14 anos atormentado pelos fantasmas da idade e sufocado no convívio familiar, que desafia uma noite tempestuosa em busca de seu destino.

    O protagonista é o jovem ator gaúcho Sandro Aliprandini, que estará no debate, juntamente com a produtora, Aleteia Selonk, e o diretor, José Pedro Goulart, que acaba de voltar da Coréia, onde o filme participou da Mostra Competitiva do Bifan (Festival Intenacional de Filmes Fantásticos).

    Ocupação total: 89 lugares 

    Meia-Entrada: 35 lugares

    Lei Federal nº 12.933, de 26/12/2013 

    Decreto Federal nº 8.537, de 05/10/2015

    Data de Início: 09/08

    Duração: 150min

    Dias: Terça-feira

    Horário: 19h

    Valor: R$ 20,00

  9. HABITANTES D ´ELA (20h)

    20/05
    HABITANTES D ´ELA (20h)

    Assombrada pela ideia de que um implante teria sido feito em seu corpo para monitorá-la, uma mulher se investiga. Desdobrada em outras vozes suas, esta mulher deriva. A peça explora as diversas possibilidades que esse 'mote' oferece em termos dramatúrgicos, num texto em que se bifurcam e enredam múltiplos destinos para essa aparente paranoia. A proposta da diretora e atriz Renata de Lélis e da dramaturga Maria Luíza Sá e Madureira é colocar em questão essa suposta posição paranoica, ampliando suas interpretações possíveis no contexto do mundo contemporâneo. O espetáculo se vale das linguagens do teatro e da dança, além de contar com a tecnologia de video mapping, um recurso de projeção de vídeo que leva a cena e os expectadores desde a realidade presente da sala de apresentação até o mergulho nos mundos internos da personagem.
    A peça tem financiamento da Funarte, Prêmio Myriam Muniz de Montagem Cênica 2014.

    Após a apresentação da peça, haverá um bate-papo com a presença da equipe e o convidado José Luiz Caon. 

    Co-realização: Coletivo Habitantes e Instituto Ling

    Ocupação total: 89 lugares 

    Meia-Entrada: 35 lugares 

    Lei Federal nº 12.933, de 26/12/2013 

    Decreto Federal nº 8.537, de 05/10/2015

    Data de Início: 20/05

    Duração: 90min

    Dias: 20/05/2016

    Horário: 20h

    Valor: R$ 20,00

  10. HABITANTES D ´ELA (19h)

    21/05
    HABITANTES D ´ELA (19h)

    Assombrada pela ideia de que um implante teria sido feito em seu corpo para monitorá-la, uma mulher se investiga. Desdobrada em outras vozes suas, esta mulher deriva. A peça explora as diversas possibilidades que esse 'mote' oferece em termos dramatúrgicos, num texto em que se bifurcam e enredam múltiplos destinos para essa aparente paranoia. A proposta da diretora e atriz Renata de Lélis e da dramaturga Maria Luíza Sá e Madureira é colocar em questão essa suposta posição paranoica, ampliando suas interpretações possíveis no contexto do mundo contemporâneo. O espetáculo se vale das linguagens do teatro e da dança, além de contar com a tecnologia de video mapping, um recurso de projeção de vídeo que leva a cena e os expectadores desde a realidade presente da sala de apresentação até o mergulho nos mundos internos da personagem. A peça tem financiamento da Funarte, Prêmio Myriam Muniz de Montagem Cênica 2014.

    Co-realização: Coletivo Habitantes e Instituto Ling

    Ocupação total: 89 lugares 

    Meia-Entrada: 35 lugares 

    Lei Federal nº 12.933, de 26/12/2013 

    Decreto Federal nº 8.537, de 05/10/2015

    Data de Início: 21/05

    Duração: 60min

    Dias: 21/05/2016

    Horário: 19h

    Valor: R$ 20,00

  11. 18º Encontro de Violoncelos RS - Palestra Neurociências e Performance Musical

    18º Encontro de Violoncelos RS - Palestra Neurociências e Performance Musical

    Atividade que integra a programação oficial do 18º Encontro de Violoncelos RS, a palestra “Neurociências e Performance Musical” apresenta e fomenta a discussão acerca das contribuições das Neurociências na construção da Performance Musical, com especial atenção ao cérebro dos violoncelistas e instrumentistas de cordas. Busca-se contemplar a complexidade da manifestação musical, articulando saberes e práticas interdisciplinares intrínsecos ao desenvolvimento cognitivo e o contexto sociocultural. Conhecimentos neurocientíficos têm muito a enriquecer a pedagogia da Performance. Expressar-se através da música inclui a capacidade de poder interpretar ou criar a sua versão para uma obra, imprimindo um caráter pessoal e transmitindo algo de si mesmo ao ouvinte. Da produção à recepção, existe um longo caminho, cujo objetivo principal, conscientemente ou não, é a aquisição de técnica em busca da expressividade do discurso musical, elemento refletido no fenômeno performático. É sabido que a prática deliberada é parte fundamental na concepção da performance, porém, o que se defende, é que essa prática evite a repetição mecanicista e inexpressiva, tão comuns no estudo do instrumento e da voz. A plasticidade cerebral reage a estímulos de diversas naturezas, sejam eles motores, sejam puramente mentais, no que o fazer musical possui extraordinário impacto. 

    Ministrante:

    Luciane Cuervo é professora do Departamento de Música da UFRGS, recentemente realizou estudos sobre musicalidade humana na University College of London com o Dr. Graham Welch, como pesquisadora honorária visitante. Vice-líder do EDUCAMUS – Grupo de Estudos e Pesquisa em Música e Educação (PPGEDU/UFRGS; CNpq), coordenou o projeto interdisciplinar “Articulações entre Música, Educação e Neurociências: propostas para Ensino Superior” (PROPESQ/UFRGS), o qual contou com parcerias de pesquisadores das áreas de Música, Educação, Medicina, Fisiologia e Neurociências. Pelo terceiro ano consecutivo, em 2016, foi palestrante convidada da área da música na Semana Nacional do Cérebro, evento mundial que visa popularizar os conhecimentos neurocientíficos para a comunidade. Suas pesquisas em andamento, em caráter interdisciplinar, congregam interesses acerca da cognição musical. Intérprete de música antiga e contemporânea, realizou diversas estreias mundiais de compositores brasileiros, tendo sido indicada ao Prêmio Açorianos na categoria Revelação pelo CD Sonetos de Amor e Morte (FUMPROARTE). 

    Parceria: Instituto Ling e 18º Encontro de Violoncelos RS

    Data de Início: 06/07

    Duração: 90min

    Dias: 06/07/2016

    Horário: 20h

    Valor: R$ 10,00

  12. 18º Encontro de Violoncelos RS - Recital Jarvis Twitchell Duo

    18º Encontro de Violoncelos RS - Recital Jarvis Twitchell Duo

    Sem estoque

    Recital que integra a programação oficial do 18º Encontro de Violoncelos RS, o Jarvis Twitchell Duo é a colaboração de Adriana Jarvis, piano, e Hans Twitchell, violoncelo. Eles apresentam um repertório imenso em recitais em três continentes. Foram premiados por sua apresentação no Concurso Internacional de Piano Liszt - Garrison em Baltimore, nos E.U.A. em 2011 – Divisão de Artistas Colaboradores. São integrantes fundadores do versátil conjunto de câmara norte-americano Avery Ensemble, agora em sua 16ª temporada (www.averyensemble.org). Entre suas atividades recentes destacam-se a estreia sul-americana da Segunda Sonata para Violoncelo e Piano de Alfred Schnittke, em Porto Alegre, a gravação da Suite de Paul Creston, em West Hartford, Connecticut, EUA, e um recital em Jerusalém, Israel. No Rio International Cello Encounter, 2016, o Duo apresentará a estreia mundial de uma obra composta especialmente para eles pelo compositor Luigi Irlandini. Atuam também como solistas e são igualmente fluentes, respectivamente, no cravo e na viola de gamba. Twitchell é Doutor em violoncelo pela University of Connecticut.

    Parceria: Instituto Ling e 18º Encontros de Violoncelos RS 

    ENTRADA FRANCA 

    Local: Auditório do Instituto Ling

    Capacidade de ocupação: 89 lugares

    Distribuição de senhas: a partir das 17h30 na recepção do Instituto Ling

    Data de Início: 04/07

    Duração: 75min

    Dias: 04/07/2016

    Horário: 20h

    Valor: R$ 0,00

  13. Espetáculo de Dança Butoh - Caminhos Pelos Quais

    Espetáculo de Dança Butoh - Caminhos Pelos Quais

    O espetáculo é fruto das descobertas e dos aprendizados da professora e bailarina Ana Medeiros com Yoshito Ohno no caminho do Butoh. E o que é o Butoh? É dançar a interioridade da alma. E o que é a alma? É o invisível que não tocamos, mas que nos faz sentir a vida profundamente. Ana traz consigo o Corpo que encontrou no Japão e que é resultado de todos os Caminhos Pelos Quais trilhou.

    Corpo que desaparece e dá voz ao silêncio Trilha caminhos por dentro e ao redor Corpo que descobre a semente da flor acalanta a dor Corpo que desaparece na escuridão e renasce Corpo que descobre o primeiro dia dentro e fora de si.

     

    Ficha técnica: Concepção coreográfica: Yoshito Ohno e Ana Medeiros Assistente de coreografia: Mina Mizohata Bailarino convidado: Hiroshi Nishiyama Bailarina: Ana Medeiros Percussão: Duda Cunha Figurinos: Kazuo Ohno Dance Studio e Vanessa Berg  Produtora: Cristiane Löff

     

    Ocupação total: 89 lugares Meia-Entrada: 35 lugares Lei Federal nº 12.933, de 26/12/2013 Decreto Federal nº 8.537, de 05/10/2015

     

    Workshop de Princípios da dança ButohAtividade cancelada. Mais informações pelo e-mail: educativo@institutoling.org.br

    Data de Início: 11/08

    Duração: 60 minutos

    Dias: Quinta-feira

    Horário: 20h

    Valor: R$ 30,00

  14. Espetáculo de Dança Butoh - Caminhos Pelos Quais

    Espetáculo de Dança Butoh - Caminhos Pelos Quais

    O espetáculo é fruto das descobertas e dos aprendizados da professora e bailarina Ana Medeiros com Yoshito Ohno no caminho do Butoh. E o que é o Butoh? É dançar a interioridade da alma. E o que é a alma? É o invisível que não tocamos, mas que nos faz sentir a vida profundamente. Ana traz consigo o Corpo que encontrou no Japão e que é resultado de todos os Caminhos Pelos Quais trilhou.

    Corpo que desaparece e dá voz ao silêncio Trilha caminhos por dentro e ao redor Corpo que descobre a semente da flor acalanta a dor Corpo que desaparece na escuridão e renasce Corpo que descobre o primeiro dia dentro e fora de si.

     

    Ficha técnica: Concepção coreográfica: Yoshito Ohno e Ana Medeiros Assistente de coreografia: Mina Mizohata Bailarino convidado: Hiroshi Nishiyama Bailarina: Ana Medeiros Percussão: Duda Cunha Figurinos: Kazuo Ohno Dance Studio e Vanessa Berg  Produtora: Cristiane Löff

     

    Ocupação total: 89 lugares Meia-Entrada: 35 lugares Lei Federal nº 12.933, de 26/12/2013Decreto Federal nº 8.537, de 05/10/2015

     

    Workshop de Princípios da dança ButohAtividade cancelada. Mais informações pelo e-mail: educativo@institutoling.org.br

    Data de Início: 12/08

    Duração: 60 minutos

    Dias: Sexta-feira

    Horário: 20h

    Valor: R$ 30,00

  15. Sessão ACCIRS de Cinema: Epidemia de Cores

    Sessão ACCIRS de Cinema: Epidemia de Cores

    Uma reflexão sobre arte, saúde mental e direitos humanos. O documentário registra participantes e coordenadores da Oficina de Criatividade Nise da Silveira no Hospital Psiquiátrico São Pedro, antigo hospício da cidade de Porto Alegre.

    A sessão comentada tem a presença de:

    Tania Mara Galli Fonseca: Psicóloga, Professora Titular do Instituto de Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul; atua ainda como docente-pesquisadora dos Programas de PósGraduação em Psicologia Social e Institucional e Informática Educativa/UFRGS2.

    Robledo Milani: Presidente da ACCIRS (Associação de Críticos de Cinema do Rio Grande do Sul) e membro fundandor da ABRACCINE (Associação Brasileira de Críticos de Cinema). Jornalista e publicitário formado pela UFRGS, é também editor-chefe do site Papo de Cinema (www.papodecinema.com.br).

    Leonardo Garavelo: Doutor em Psicologia Social e Institucional pelo PPGPSI/UFRGS. Leciona no Centro Universitário Ritter dos Reis (UniRitter) atuando nos cursos de Graduação e de Pós-graduação. Especialista em Análise Institucional, desenvolve diversos trabalhos com comunidades, escolas da rede pública e a Atenção Básica em Saúde.

    Ocupação total: 89 lugares

    Meia-Entrada: 35 lugares

    Lei Federal nº 12.933, de 26/12/2013

    Decreto Federal nº 8.537, de 05/10/2015

    Data de Início: 29/09

    Duração: 70 minutos

    Dias: Quinta-feira

    Horário: 19h

    Valor: R$ 20,00

  16. VII ENCONTRO DE FLAUTISTAS com ALEXANDRE J. EISENBERG, CHRISTOPHER LEE e ELENA CECCONI

    VII ENCONTRO DE FLAUTISTAS com ALEXANDRE J. EISENBERG, CHRISTOPHER LEE e ELENA CECCONI

    Dentro da programação do VII Encontro de Flautistas, realizado anualmente em Porto Alegre, o recital reúne alguns dos principais nomes da flauta no mundo. O brasileiro Alexandre J. Eisenberg, o canadense Christopher Lee e a italiana Elena Cecconi apresentam obras de diferentes períodos da música e se revezam na interpretação de autores como Giulio Briccialdi, Ludwig Van Beethoven, Marcelo Nadruz, Darwin Corrêa, Cesar Vivanco, Richard Strauss e Arthur Verocai. Participação dos pianistas Eduardo Knob, Catarina Domenici e Guilherme Goldberg.

    Ocupação total: 89 lugares

    Meia-Entrada: 35 lugares

    Lei Federal nº 12.933, de 26/12/2013

    Decreto Federal nº 8.537, de 05/10/2015

    Data de Início: 09/10

    Duração: 60 minutos

    Dias: Domingo

    Horário: 11h

    Valor: R$ 40,00

  17. Lançamento do livro “Intimices”, de Gisela Sparremberger | 27.10.2016

    Lançamento do livro “Intimices”, de Gisela Sparremberger | 27.10.2016

    Sem estoque

    "Intimices” é o primeiro livro de crônicas da Jornalista e atriz gaúcha, Gisela Sparremberger. O tema principal são os relacionamentos neste início de século XXI, quando nossas ações e comportamentos surgem permeados pela cultura do imediatismo (internet) e do descartável (amores líquidos).

    De que forma isso influencia o modo como estabelecemos a intimidade em nossas relações? E mais: ainda queremos ser íntimos do outro? O título remete e brinca com essa e diversas questões inerentes ao pensamento do homem e da mulher que passam por significantes transformações sócio-culturais nos dias atuais. Enquanto isso, torna-se inevitável a busca pelo entendimento acerca dos novos sentimentos e emoções com os quais nos deparamos todos os dias.

    Afinal, ainda hoje, o amor resiste e existe? Como se mantém um casamento feliz? Resta tempo para ter filhos? A paixão olho no olho ainda move montanhas? A “solteirice convicta” veio pra ficar? Como dividir contas pra pagar, escovas de dente, e manter o romantismo? O poliamor vai virar moda? É possível evitar a rotina? Intimidade em excesso gera desencanto? Quanto tempo dura o tesão? O que aconteceu com o “felizes para sempre”? Por fim, será que sabemos pra aonde estamos indo quando saímos pelas ruas de mãos dadas com alguém? Essa pergunta é o start para a interminável busca que compõe as páginas deste livro.

    ENTRADA FRANCA!

    Data de Início: 27/10

    Duração: 120min

    Dias: Quinta-feira

    Horário: 19h30

    Valor: R$ 0,00

  18. Sessão Lança Filmes e ACCIRS de Cinema - Xico Stockinger

    Sessão Lança Filmes e ACCIRS de Cinema - Xico Stockinger

    Um retrato íntimo, mostrando a metodologia do trabalho do artista Xico Stockinger, que se tornou um dos maiores escultores brasileiros, sua história de vida e obras, até seu falecimento em 2009.

    Imigrante austríaco pós I Guerra Mundial, naturalizado brasileiro e com um sonho frustrado de se tornar aviador, Xico criou um estilo próprio baseado na fusão de bronze, utilizando material reaproveitado, às vezes tendo que destruir suas obras para criar novas. Ele uniu técnica e força dentro de uma profusão de texturas e uma economia de cores, sem igual.

    O próprio Xico Stockinger (1919 – 2009) conduz o filme falando sobre sua obra, seu processo criativo, os lugares que fizeram parte de sua formação e seu ambiente de trabalho.

    Após a exibição do filme, ocorre um debate com profissionais da área.

    Debatedores:

    José Francisco Alves: Doutor em História da Arte, autor de curadorias e livros sobre a vida e obra de artistas como Amilcar de Castro e XicoStockinger. Curador-Chefe do MARGS, entre 2011 e 2013. Tem publicado artigos em jornais e revistas, no Brasil e exterior. Membro do ICOM, ABCA, e professor de Escultura no Atelier Livre Xico Stockinger desde 2000.

    Eloísa Tregnago: Graduada em Letras pela UCS e escultora. Estudou desenho com João Bez Batti entre 1981 a 1983. Mudou- se para Porto Alegre em 1985 e freqüentou as aulas de modelagem e escultura com Vasco Prado e Xico Stockinger.  Recebeu orientação em desenho de Plínio Bernhard e Patrício Farias e de Danúbio Gonçalves em gravura. Trabalha desde 1987 no Atelier Vila Nova, de Xico Stockinger, com pedra e bronze.

    Mediação: 

    Fatimarlei Lunardelli: 
    Jornalista, professora e crítica de cinema. Formada pela UFRGS, tem mestrado e doutorado em cinema pela USP. É autora dos livros Ô psit! O cinema popular dos Trapalhões (1996), Quando éramos jovens: história do Clube de Cinema de Porto Alegre (2000) e A Crítica de Cinema em Porto Alegre na década de 1960 (2008).

    Mônica Kanitz: Formada em jonalismo pela UFRGS atua como editora de cultura no jornal Metro Porto Alegre e como programadora da Cinemateca Paulo Amorim. Atualmente é vice-presidente da Associação de Críticos de Cinema do Rio Grande do Sul (ACCIRS).

    Data de Início: 06/12

    Duração: 86 minutos

    Dias: Terça-feira

    Horário: 19h

    Valor: R$ 20,00

  19. Lançamento do livro “Casacadabra: arquitetura para crianças”, com oficina lúdica

    Lançamento do livro “Casacadabra: arquitetura para crianças”, com oficina lúdica

    Sem estoque

    Casacadabra, lançamento da Pistache Editorial, é um livro de arquitetura para crianças, e traz uma viagem de descobertas por pequenos segredos da arquitetura, apresentando dez casas pelo mundo. Além de leitura, é objeto de brincadeira e de aprendizagem, com propostas de interatividade e de atividades para serem realizadas em casa e na escola.

    Casacadabra foi realizado após um financiamento coletivo bem-sucedido em 2016 – a Smart, incorporadora porto-alegrense focada em arquitetura contemporânea e autoral, é patrocinadora do projeto e do lançamento do livro na capital gaúcha.

    O lançamento conta com um bate-papo com Simone Sayegh, coautora do livro Casacadabra, sobre a importância de falar sobre arquitetura para crianças. Após a conversa, acontece a sessão de autógrafos.

    OFICINA DE ARQUITETURA PARA CRIANÇAS

    A casa na cidade, com construção de maquetes.

    Como pensar a casa a partir do espaço em que ela será construída? Em uma oficina lúdica para explorar a cidade e as formas de habitá-la, vamos aguçar o olhar da criança em relação às edificações urbanas e a conexão entre elas. Durante a montagem das maquetes, discutiremos sombras, aberturas e o que deixa a casa em pé. Com o material reciclável, pensaremos também na reutilização e na transformação de seus usos. Através desse momento, vamos incentivar a criatividade das crianças na criação de edificações e explorar suas percepções.

    A oficina tem início às 18h30 e é voltada para crianças de 7 a 11 anos. Crianças de até 7 anos podem assistir acompanhadas dos pais. As vagas são limitadas*.

    *A inscrição deve ser feita através do e-mail educativo@institutoling.org.br.

    SOBRE AS AUTORAS:

    Bianca Antunes: Jornalista formada e mestre pela ECAUSP (2000 e 2008), pós-graduada na Escola da Cidade (2015), atua há 12 anos na difusão da arquitetura. Foi editora da revista AU – Arquitetura e Urbanismo (Editora PINI) de 2009 a 2016, e editora-assistente da mesma revista (2004 a 2009). Autora de livros de arquitetura pelas editoras C4 e BEI, organizadora do livro Entrevistas (Editora PINI). Aluna do programa Mundus Urbano (2016/2018).

    Simone Sayegh: Arquiteta formada pela FAUUSP (1995) e trabalha há 16 anos na difusão da arquitetura em revistas especializadas e sites para o público final, como revista AU – Arquitetura e Urbanismo (Editora PINI) e UOL. Seus textos constam em livros de arquitetura e livros técnicos.

    Carolina Hernandes: Responsável pelo projeto gráfico e pelas ilustrações do livro Casacadabra, Carolina é designer e ilustradora formada pelo Instituto Europeodi Design (2014), cursou arquitetura e urbanismo na FAU-USP e é pós-graduanda em planejamento e produção de mídia impressa pelo SENAI/SP (2016).

    Realização: Smart  e Instituto Ling | Apoio: Maena e Genuinaobra 

    Data de Início: 29/11

    Duração: 2h30min

    Dias: Terça-feira

    Horário: 18h30

    Valor: R$ 0,00

  20. QUARTETO DE CORDAS LUIZ COSME

    QUARTETO DE CORDAS LUIZ COSME

    Os músicos gaúchos Brigitta Calloni (violino), Márcio Ceconello (violino), Cosmas Grieneisen (viola) e Alexandre Diel (violoncelo) se uniram com um propósito musical: realizar o resgate da obra de música de câmera de Luiz Cosme, genial compositor porto-alegrense falecido precocemente. Com vasta experiência profissional como solistas, cameristas e músicos de orquestra, os quatro instrumentistas têm experiência profissional no exterior e são membros das mais importantes orquestras nacionais como Orquestra Filarmônica de Minas Gerais, Orquestra Sinfônica Brasileira e Orquestra Sinfônica de Porto Alegre, tendo ocupado ou ocupando funções de musicista-solista. Além do resgate da obra camerística de Luiz Cosme, interessam-se pela música de câmera para quarteto de cordas, com especial ênfase nas relações estéticas entre o impressionismo francês (Debussy, Ravel) e modernismo musical brasileiro (Villa-Lobos).

    Ocupação total: 89 lugares Meia-Entrada: 35 lugares Lei Federal nº 12.933, de 26/12/2013 Decreto Federal nº 8.537, de 05/10/2015

    Data de Início: 18/12

    Duração: 60 minutos

    Dias: Domingo

    Horário: 11h

    Valor: R$ 40,00

  21. Choking

    Choking

    Espetáculo de dança atravessado por interfaces digitais e criado a partir de questionamentos sobre as relações estabelecidas entre realidade e ficção na interação cotidiana com a internet. Choking apresenta um conjunto de peças coreográficas que dialogam sobre noções de violência, movimento, sincronismo e anacronismo, perpassando o referencial imagético e sensível criado pela Cia Muovere ao longo de seus 27 anos. Choking é resultado do Projeto WebCoreografia, financiado pelo Prêmio Klauss Vianna de Dança 2014 (FUNARTE/MINC).

    Ocupação total: 89 lugares

    Meia-Entrada: 35 lugares

    Lei Federal nº 12.933, de 26/12/2013

    Decreto Federal nº 8.537, de 05/10/2015

    A meia-entrada é válida para estudantes, idosos e classe artística, mediante apresentação dos respectivos documentos comprobatórios.

    Data de Início: 09/12

    Duração: 40 minutos

    Dias: Sexta-feira

    Horário: 20h

    Valor: R$ 40,00

  22. Choking

    Choking

    Espetáculo de dança atravessado por interfaces digitais e criado a partir de questionamentos sobre as relações estabelecidas entre realidade e ficção na interação cotidiana com a internet. Choking apresenta um conjunto de peças coreográficas que dialogam sobre noções de violência, movimento, sincronismo e anacronismo, perpassando o referencial imagético e sensível criado pela Cia Muovere ao longo de seus 27 anos. Choking é resultado do Projeto WebCoreografia, financiado pelo Prêmio Klauss Vianna de Dança 2014 (FUNARTE/MINC).

    Ocupação total: 89 lugares

    Meia-Entrada: 35 lugares

    Lei Federal nº 12.933, de 26/12/2013

    Decreto Federal nº 8.537, de 05/10/2015

    A meia-entrada é válida para estudantes, idosos e classe artística, mediante apresentação dos respectivos documentos comprobatórios.

    Data de Início: 09/12

    Duração: 40 minutos

    Dias: Sexta-feira

    Horário: 21h

    Valor: R$ 40,00

  23. Choking

    Choking

    Espetáculo de dança atravessado por interfaces digitais e criado a partir de questionamentos sobre as relações estabelecidas entre realidade e ficção na interação cotidiana com a internet. Choking apresenta um conjunto de peças coreográficas que dialogam sobre noções de violência, movimento, sincronismo e anacronismo, perpassando o referencial imagético e sensível criado pela Cia Muovere ao longo de seus 27 anos. Choking é resultado do Projeto WebCoreografia, financiado pelo Prêmio Klauss Vianna de Dança 2014 (FUNARTE/MINC).

    Ocupação total: 89 lugares

    Meia-Entrada: 35 lugares

    Lei Federal nº 12.933, de 26/12/2013

    Decreto Federal nº 8.537, de 05/10/2015

    A meia-entrada é válida para estudantes, idosos e classe artística, mediante apresentação dos respectivos documentos comprobatórios

    Data de Início: 10/12

    Duração: 40 minutos

    Dias: Sábado

    Horário: 20h

    Valor: R$ 40,00

  24. Porto Verão Alegre - Cuco

    Porto Verão Alegre - Cuco

    Sem estoque

    Motivado por aquela que parece ser uma das primeiras experiências lúdicas e estéticas dos bebês - o jogo entre "o esconder e o revelar", o espetáculo propõe um universo em que a surpresa do começo, da chegada, da primeira vez, cria, por meio da manipulação de objetos, uma atmosfera espetacular na qual as fronteiras do tempo, das formas e dos sentidos se intercambiam entre o real e o imaginável. A peça foi a grande vencedora do Prêmio Tibicuera de 2015: melhor espetáculo infantil, melhor direção, melhor cenografia e melhor produção.

    *O valor do ingresso é único, tanto para crianças quanto para adultos.

    Ingressos a venda a partir de 03 de janeiro de 2017. Na bilheteria do Instituto Ling, a forma de pagamento aceita será exclusivamente dinheiro. No Instituto Ling serão vendidos os ingressos apenas da programação no centro cultural. É possível adquirir ingressos online pelo site MyTicket.

    Data de Início: 11/01

    Duração: 45 minutos

    Dias: Quarta-feira

    Horário: 17h

    Valor: R$ 20,00

  25. Porto Verão Alegre - Cuco

    Porto Verão Alegre - Cuco

    Sem estoque

    Motivado por aquela que parece ser uma das primeiras experiências lúdicas e estéticas dos bebês - o jogo entre "o esconder e o revelar", o espetáculo propõe um universo em que a surpresa do começo, da chegada, da primeira vez, cria, por meio da manipulação de objetos, uma atmosfera espetacular na qual as fronteiras do tempo, das formas e dos sentidos se intercambiam entre o real e o imaginável. A peça foi a grande vencedora do Prêmio Tibicuera de 2015: melhor espetáculo infantil, melhor direção, melhor cenografia e melhor produção.

    *O valor do ingresso é único, tanto para crianças quanto para adultos.

    Ingressos a venda a partir de 03 de janeiro de 2017. Na bilheteria do Instituto Ling, a forma de pagamento aceita será exclusivamente dinheiro. No Instituto Ling serão vendidos os ingressos apenas da programação no centro cultural. É possível adquirir ingressos online pelo site MyTicket.

    Data de Início: 11/01

    Duração: 45 minutos

    Dias: Quarta-feira

    Horário: 19h

    Valor: R$ 20,00