Cinema

  1. Sessão ACCIRS de Cinema: Ponto Zero

    Sessão ACCIRS de Cinema: Ponto Zero

    Exibição do filme Ponto Zero, seguido por debate com os realizadores e coordenado por representantes da Associação de Críticos de Cinema do Rio Grande do Sul.

    Aclamado pela crítica, o filme conta a história de um garoto de 14 anos atormentado pelos fantasmas da idade e sufocado no convívio familiar, que desafia uma noite tempestuosa em busca de seu destino.

    O protagonista é o jovem ator gaúcho Sandro Aliprandini, que estará no debate, juntamente com a produtora, Aleteia Selonk, e o diretor, José Pedro Goulart, que acaba de voltar da Coréia, onde o filme participou da Mostra Competitiva do Bifan (Festival Intenacional de Filmes Fantásticos).

    Ocupação total: 89 lugares 

    Meia-Entrada: 35 lugares

    Lei Federal nº 12.933, de 26/12/2013 

    Decreto Federal nº 8.537, de 05/10/2015

    Data de Início: 09/08

    Duração: 150min

    Dias: Terça-feira

    Hórario: 19h

    Valor: R$ 20,00

  2. Cine Esquema Novo 2016 – Arte Audiovisual Brasileira – Digitaria Ex Machina

    Cine Esquema Novo 2016 – Arte Audiovisual Brasileira – Digitaria Ex Machina

    A edição de 2016 do Cine Esquema Novo – Arte Audiovisual Brasileira chega oficialmente a Porto Alegre nos dias 03 a 10 de novembro, com exibições gratuitas de filmes e instalações que serão apresentados na Cinemateca Capitólio, sede oficial do festival, Goethe-Institut Porto Alegre e Instituto Ling. Na semana que antecede as atividades, a equipe curatorial convida o público a olhar para cima: nos últimos dias de outubro, o CEN visitará alguns amigos do evento para realizar miniencontros com projeções de filmes e vinhetas nas paredes dos prédios vizinhos. 

    Com quase 600 inscritos, o festival que desde 2003 promove a diversidade da imagem através do conceito de Arte Audiovisual - uma proposta capaz de englobar tanto a ideia do cinema quanto das artes visuais, volta ser anual e competitivo. Das 44 obras selecionadas na Competitiva Brasil, 32 serão exibidas na sala da Cinemateca Capitólio e 12 em ambientes fora da sala de cinema, no formato de videoinstalações, projeções e performances (ver lista completa e sinopses abaixo). Serão mais de 35 horas de programação.

    DIGITARIA EX MACHINA

    de Gabraz, 2015, 23min, BR (RJ) / COL

    "Hoje é sábado, todos meus amigos estão mortos". O filme encontra o Digitaria em turnê no lançamento de seu segundo disco: emotion-simulation.

    ENTRADA FRANCA! Distribuição de senhas a partir das 10h30, por ordem de chegada, até a lotação da sala (89 lugares).

    Data de Início: 03/11

    Duração: 23 minutos

    Dias: De 03.11.2016 a 09.11.2016, diariamente

    Hórario: 11h

    Valor: R$ 0,00

  3. Cine Esquema Novo 2016 – Arte Audiovisual Brasileira – Digitaria Ex Machina

    Cine Esquema Novo 2016 – Arte Audiovisual Brasileira – Digitaria Ex Machina

    A edição de 2016 do Cine Esquema Novo – Arte Audiovisual Brasileira chega oficialmente a Porto Alegre nos dias 03 a 10 de novembro, com exibições gratuitas de filmes e instalações que serão apresentados na Cinemateca Capitólio, sede oficial do festival, Goethe-Institut Porto Alegre e Instituto Ling. Na semana que antecede as atividades, a equipe curatorial convida o público a olhar para cima: nos últimos dias de outubro, o CEN visitará alguns amigos do evento para realizar miniencontros com projeções de filmes e vinhetas nas paredes dos prédios vizinhos. 

    Com quase 600 inscritos, o festival que desde 2003 promove a diversidade da imagem através do conceito de Arte Audiovisual - uma proposta capaz de englobar tanto a ideia do cinema quanto das artes visuais, volta ser anual e competitivo. Das 44 obras selecionadas na Competitiva Brasil, 32 serão exibidas na sala da Cinemateca Capitólio e 12 em ambientes fora da sala de cinema, no formato de videoinstalações, projeções e performances (ver lista completa e sinopses abaixo). Serão mais de 35 horas de programação.

    DIGITARIA EX MACHINA

    de Gabraz, 2015, 23min, BR (RJ) / COL

    "Hoje é sábado, todos meus amigos estão mortos". O filme encontra o Digitaria em turnê no lançamento de seu segundo disco: emotion-simulation.

    ENTRADA FRANCA! Distribuição de senhas a partir das 14h30, por ordem de chegada, até a lotação da sala (89 lugares).

    Data de Início: 03/11

    Duração: 23 minutos

    Dias: De 03.11.2016 a 09.11.2016, diariamente

    Hórario: 15h

    Valor: R$ 0,00

  4. Cine Esquema Novo 2016 – Arte Audiovisual Brasileira – Interlúdio

    Cine Esquema Novo 2016 – Arte Audiovisual Brasileira – Interlúdio

    A edição de 2016 do Cine Esquema Novo – Arte Audiovisual Brasileira chega oficialmente a Porto Alegre nos dias 03 a 10 de novembro, com exibições gratuitas de filmes e instalações que serão apresentados na Cinemateca Capitólio, sede oficial do festival, Goethe-Institut Porto Alegre e Instituto Ling. Na semana que antecede as atividades, a equipe curatorial convida o público a olhar para cima: nos últimos dias de outubro, o CEN visitará alguns amigos do evento para realizar miniencontros com projeções de filmes e vinhetas nas paredes dos prédios vizinhos. 

    Com quase 600 inscritos, o festival que desde 2003 promove a diversidade da imagem através do conceito de Arte Audiovisual - uma proposta capaz de englobar tanto a ideia do cinema quanto das artes visuais, volta ser anual e competitivo. Das 44 obras selecionadas na Competitiva Brasil, 32 serão exibidas na sala da Cinemateca Capitólio e 12 em ambientes fora da sala de cinema, no formato de videoinstalações, projeções e performances (ver lista completa e sinopses abaixo). Serão mais de 35 horas de programação.

    INTERLÚDIO

    de Gabraz, 2016, 52min, RJ

    Vanessa e Duda chegam em uma nova cidade à procura de paisagens sonoras para seu novo projeto

    ENTRADA FRANCA! Distribuição de senhas a partir das 11h, por ordem de chegada, até a lotação da sala (89 lugares). 

    Data de Início: 03/11

    Duração: 52 minutos

    Dias: De 03.11.2016 a 09.11.2016, diariamente

    Hórario: 11h30

    Valor: R$ 0,00

  5. Cine Esquema Novo 2016 – Arte Audiovisual Brasileira – Interlúdio

    Cine Esquema Novo 2016 – Arte Audiovisual Brasileira – Interlúdio

    A edição de 2016 do Cine Esquema Novo – Arte Audiovisual Brasileira chega oficialmente a Porto Alegre nos dias 03 a 10 de novembro, com exibições gratuitas de filmes e instalações que serão apresentados na Cinemateca Capitólio, sede oficial do festival, Goethe-Institut Porto Alegre e Instituto Ling. Na semana que antecede as atividades, a equipe curatorial convida o público a olhar para cima: nos últimos dias de outubro, o CEN visitará alguns amigos do evento para realizar miniencontros com projeções de filmes e vinhetas nas paredes dos prédios vizinhos. 

    Com quase 600 inscritos, o festival que desde 2003 promove a diversidade da imagem através do conceito de Arte Audiovisual - uma proposta capaz de englobar tanto a ideia do cinema quanto das artes visuais, volta ser anual e competitivo. Das 44 obras selecionadas na Competitiva Brasil, 32 serão exibidas na sala da Cinemateca Capitólio e 12 em ambientes fora da sala de cinema, no formato de videoinstalações, projeções e performances (ver lista completa e sinopses abaixo). Serão mais de 35 horas de programação.

    INTERLÚDIO

    de Gabraz, 2016, 52min, RJ

    Vanessa e Duda chegam em uma nova cidade à procura de paisagens sonoras para seu novo projeto

    ENTRADA FRANCA! Distribuição de senhas a partir das 15h, por ordem de chegada, até a lotação da sala (89 lugares). 

    Data de Início: 03/11

    Duração: 52 minutos

    Dias: De 03.11.2016 a 09.11.2016, diariamente

    Hórario: 15h30

    Valor: R$ 0,00

  6. Cine Esquema Novo 2016 – Arte Audiovisual Brasileira – Solon

    Cine Esquema Novo 2016 – Arte Audiovisual Brasileira – Solon

    A edição de 2016 do Cine Esquema Novo – Arte Audiovisual Brasileira chega oficialmente a Porto Alegre nos dias 03 a 10 de novembro, com exibições gratuitas de filmes e instalações que serão apresentados na Cinemateca Capitólio, sede oficial do festival, Goethe-Institut Porto Alegre e Instituto Ling. Na semana que antecede as atividades, a equipe curatorial convida o público a olhar para cima: nos últimos dias de outubro, o CEN visitará alguns amigos do evento para realizar miniencontros com projeções de filmes e vinhetas nas paredes dos prédios vizinhos. 

    Com quase 600 inscritos, o festival que desde 2003 promove a diversidade da imagem através do conceito de Arte Audiovisual - uma proposta capaz de englobar tanto a ideia do cinema quanto das artes visuais, volta ser anual e competitivo. Das 44 obras selecionadas na Competitiva Brasil, 32 serão exibidas na sala da Cinemateca Capitólio e 12 em ambientes fora da sala de cinema, no formato de videoinstalações, projeções e performances (ver lista completa e sinopses abaixo). Serão mais de 35 horas de programação.

    SOLON - https://vimeo.com/178224556

    Clarissa Campolina, 2016, 16’, Brasil

    "Solon" dialoga com as artes visuais, a performance e a ficção científica. Uma fábula sobre o surgimento do mundo, apresentado a partir do encontro de uma paisagem devastada e uma criatura misteriosa. Solon, habita o espaço extremamente árido e infértil. Aos poucos, ela se destaca da paisagem, aprende a se movimentar e explorar seu corpo. Ela verte água por suas extremidades e inicia sua missão de regar e nutrir a terra. A paisagem se altera e a própria personagem também. Nasce o mundo. Nasce a mulher.

    ENTRADA FRANCA! Distribuição de senhas a partir das 12h, por ordem de chegada, até a lotação da sala (89 lugares). 

    Data de Início: 03/11

    Duração: 16 minutos

    Dias: De 03.11.2016 a 09.11.2016, diariamente

    Hórario: 12h30

    Valor: R$ 0,00

  7. Cine Esquema Novo 2016 – Arte Audiovisual Brasileira – Solon

    Cine Esquema Novo 2016 – Arte Audiovisual Brasileira – Solon

    A edição de 2016 do Cine Esquema Novo – Arte Audiovisual Brasileira chega oficialmente a Porto Alegre nos dias 03 a 10 de novembro, com exibições gratuitas de filmes e instalações que serão apresentados na Cinemateca Capitólio, sede oficial do festival, Goethe-Institut Porto Alegre e Instituto Ling. Na semana que antecede as atividades, a equipe curatorial convida o público a olhar para cima: nos últimos dias de outubro, o CEN visitará alguns amigos do evento para realizar miniencontros com projeções de filmes e vinhetas nas paredes dos prédios vizinhos. 

    Com quase 600 inscritos, o festival que desde 2003 promove a diversidade da imagem através do conceito de Arte Audiovisual - uma proposta capaz de englobar tanto a ideia do cinema quanto das artes visuais, volta ser anual e competitivo. Das 44 obras selecionadas na Competitiva Brasil, 32 serão exibidas na sala da Cinemateca Capitólio e 12 em ambientes fora da sala de cinema, no formato de videoinstalações, projeções e performances (ver lista completa e sinopses abaixo). Serão mais de 35 horas de programação.

    SOLON - https://vimeo.com/178224556

    Clarissa Campolina, 2016, 16’, Brasil

    "Solon" dialoga com as artes visuais, a performance e a ficção científica. Uma fábula sobre o surgimento do mundo, apresentado a partir do encontro de uma paisagem devastada e uma criatura misteriosa. Solon, habita o espaço extremamente árido e infértil. Aos poucos, ela se destaca da paisagem, aprende a se movimentar e explorar seu corpo. Ela verte água por suas extremidades e inicia sua missão de regar e nutrir a terra. A paisagem se altera e a própria personagem também. Nasce o mundo. Nasce a mulher.

    ENTRADA FRANCA! Distribuição de senhas a partir das 16h, por ordem de chegada, até a lotação da sala (89 lugares). 

    Data de Início: 03/11

    Duração: 16 minutos

    Dias: De 03.11.2016 a 09.11.2016, diariamente

    Hórario: 16h30

    Valor: R$ 0,00

  8. Sessão Lança Filmes e ACCIRS de Cinema - Xico Stockinger

    Sessão Lança Filmes e ACCIRS de Cinema - Xico Stockinger

    Um retrato íntimo, mostrando a metodologia do trabalho do artista Xico Stockinger, que se tornou um dos maiores escultores brasileiros, sua história de vida e obras, até seu falecimento em 2009.

    Imigrante austríaco pós I Guerra Mundial, naturalizado brasileiro e com um sonho frustrado de se tornar aviador, Xico criou um estilo próprio baseado na fusão de bronze, utilizando material reaproveitado, às vezes tendo que destruir suas obras para criar novas. Ele uniu técnica e força dentro de uma profusão de texturas e uma economia de cores, sem igual.

    O próprio Xico Stockinger (1919 – 2009) conduz o filme falando sobre sua obra, seu processo criativo, os lugares que fizeram parte de sua formação e seu ambiente de trabalho.

    Após a exibição do filme, ocorre um debate com profissionais da área.

    Debatedores:

    José Francisco Alves: Doutor em História da Arte, autor de curadorias e livros sobre a vida e obra de artistas como Amilcar de Castro e XicoStockinger. Curador-Chefe do MARGS, entre 2011 e 2013. Tem publicado artigos em jornais e revistas, no Brasil e exterior. Membro do ICOM, ABCA, e professor de Escultura no Atelier Livre Xico Stockinger desde 2000.

    Eloísa Tregnago: Graduada em Letras pela UCS e escultora. Estudou desenho com João Bez Batti entre 1981 a 1983. Mudou- se para Porto Alegre em 1985 e freqüentou as aulas de modelagem e escultura com Vasco Prado e Xico Stockinger.  Recebeu orientação em desenho de Plínio Bernhard e Patrício Farias e de Danúbio Gonçalves em gravura. Trabalha desde 1987 no Atelier Vila Nova, de Xico Stockinger, com pedra e bronze.

    Mediação: 

    Fatimarlei Lunardelli: 
    Jornalista, professora e crítica de cinema. Formada pela UFRGS, tem mestrado e doutorado em cinema pela USP. É autora dos livros Ô psit! O cinema popular dos Trapalhões (1996), Quando éramos jovens: história do Clube de Cinema de Porto Alegre (2000) e A Crítica de Cinema em Porto Alegre na década de 1960 (2008).

    Mônica Kanitz: Formada em jonalismo pela UFRGS atua como editora de cultura no jornal Metro Porto Alegre e como programadora da Cinemateca Paulo Amorim. Atualmente é vice-presidente da Associação de Críticos de Cinema do Rio Grande do Sul (ACCIRS).

    Data de Início: 06/12

    Duração: 86 minutos

    Dias: Terça-feira

    Hórario: 19h

    Valor: R$ 20,00

  9. Cine Sig no Porto Verão Alegre – Oeste do Fim do Mundo (2013)

    Cine Sig no Porto Verão Alegre – Oeste do Fim do Mundo (2013)

    Argentina. Um velho posto de gasolina perdido na imensidão da antiga estrada transcontinental é o refúgio do introspectivo Leon (César Troncoso). De poucas palavras, poucos gestos e nenhum amigo, sua solidão só é quebrada por um ou outro caminhoneiro eventual que passa por ali para abastecer. Ou pelas visitas sempre bem humoradas do sarcástico Silas (Nelson Diniz), um motociclista com ares de hippie aposentado.

    O tempo passa devagar nas margens da velha estrada. Até o dia em que a enigmática e inesperada chegada de Ana (Fernanda Moro) transforma radicalmente o cotidiano de Leon e Silas. Aos pés da imponente Cordilheira dos Andes, segredos que pareciam estar bem enterrados vêm à tona, reabrindo antigas feridas e mudando para sempre a vida dos protagonistas. (http://www.aoestedofimdomundo.com.br/sinopse/)

    Debatedores:

    Fernanda Dornelles Hoff - Psicanalista, membro da Sigmund Freud Associação Psicanalítica.

    Gilberto Perin - Fotógrafo, Jornalista, Diretor de Cena e Roteirista.

    ENTRADA FRANCA!

    As senhas serão distribuídas, por ordem de chegada, 30 minutos antes do início da sessão até a lotação da sala (89 lugares).

    Data de Início: 10/01

    Duração: 2h10min

    Dias: Terça-feira

    Hórario: 19h30

    Valor: R$ 0,00

  10. Cine Esquema Novo 2016 – Arte Audiovisual Brasileira – Angelus Novus

    Cine Esquema Novo 2016 – Arte Audiovisual Brasileira – Angelus Novus

    A edição de 2016 do Cine Esquema Novo – Arte Audiovisual Brasileira chega oficialmente a Porto Alegre nos dias 03 a 10 de novembro, com exibições gratuitas de filmes e instalações que serão apresentados na Cinemateca Capitólio, sede oficial do festival, Goethe-Institut Porto Alegre e Instituto Ling. Na semana que antecede as atividades, a equipe curatorial convida o público a olhar para cima: nos últimos dias de outubro, o CEN visitará alguns amigos do evento para realizar miniencontros com projeções de filmes e vinhetas nas paredes dos prédios vizinhos. 

    Com quase 600 inscritos, o festival que desde 2003 promove a diversidade da imagem através do conceito de Arte Audiovisual - uma proposta capaz de englobar tanto a ideia do cinema quanto das artes visuais, volta ser anual e competitivo. Das 44 obras selecionadas na Competitiva Brasil, 32 serão exibidas na sala da Cinemateca Capitólio e 12 em ambientes fora da sala de cinema, no formato de videoinstalações, projeções e performances (ver lista completa e sinopses abaixo). Serão mais de 35 horas de programação.

    ANGELUS NOVUS - https://vimeo.com/159311881

    de Duo Strangloscope (Cláudia Cárdenas&Rafael Schlichting), 2016, 75min, SC

    A partir do delírio, da mística e do devaneio, romper com a lógica de uma narratividade historicista e positivista. Buscar, na aventura mesma do experimentalismo cinematográfico, um tempo espaço imagem em que o Angelus Novus seja um chamado ao risco e à ruptura com a lógica linear da acachapante contação de histórias críveis. Pelo incrível!!!! - grita o Angelus Novus. Performance em vez de atuação e imagens digitais manipuladas e ampliadas e experimentalmente captadas e editadas.

    ENTRADA FRANCA! Distribuição de senhas a partir das 16h, por ordem de chegada, até a lotação da sala (89 lugares).

    Data de Início: 03/11

    Duração: 75 minutos

    Dias: De 03.11.2016 a 09.11.2016, diariamente

    Hórario: 16h50

    Valor: R$ 0,00