História

  1. Chopin em capítulos

    Chopin em capítulos

    Mazurkas, polonaises, valsas, noturnos; todos estes gêneros apontam para uma só direção: Fryderyk Chopin. De Varsóvia a Paris, o compositor polonês trilhou um longo percurso, convertendo-se em ícone do Romantismo e eterno na memória. Em três encontros, os pianistas Olinda Allessandrini e Tiago Halewicz remontam a trajetória de Chopin partindo da performance, apreciação e análise do seu repertório, contextualizando com os principais episódios de sua biografia e da história política, social e cultural do século XIX.

     

    Parceria Cultural: Casamundi Cultura

    Apoio: Person Piano

    Olinda Allessandrini e Tiago Halewicz
    Olinda Allessandrini - Graduada com láurea em piano, pela UCS, e detentora do prêmio "Medalha de Ouro" do Instituto de Artes da UFRGS. Em 2010, foi premiada com a distinção “Líderes e Vencedores”, como destaque na área cultural. Também em 2010 recebeu a Medalha comemorativa ao ano Chopin, por sua participação na programação oficial das celebrações. Possui CDs inteiramente dedicados a obras de Villa-Lobos, Radamés Gnattali, Chiquinha Gonzaga e Araújo Vianna, além dos CDs “Panorama Brasileiro”, “Valsas”, “pamPiano”, “Ébano e Marfim”, “Um piano na Esquina”, "Schumann, Schubert, Liszt". Apresentou-se nos mais importantes centros culturais brasileiros, e também realizou recitais na Itália, Bélgica, Noruega, Chile, Bolívia e Uruguai, além de tournées pelos Estados Unidos e Alemanha.

    Tiago Halewicz - Pianista graduado em Música pelo Instituto de Artes da UFRGS, aos cuidados da professora Maly Weisenblun Guerchfeld. É diretor da Casamundi Cultura e atua na área de Estudos Culturais. Foi na classe da pianista Maria Szraiber na Akademia Muzyczna im. Fryderyka Chopina de Varsóvia que despertou seu interesse pela cultura polonesa. Assim, a título de pesquisa de pós-graduação, debruçou-se sobre a obra do compositor Karol Szymanowski. Desde então, o repertório dos compositores poloneses faz parte de seus programas de concerto. Tiago mantém um trabalho multidisciplinar por conta de seu trabalho de cooperação internacional representado pela difusão da cultura polonesa no Brasil. Em 2015, Tiago recebeu a medalha de Honra da Ordem dos Cavalheiros da República da Polônia, concedida pelo presidente do país, Bronislaw Komorowski.

    Período: dias 08, 15 e 22 de agosto de 2018

    Dia: quartas-feiras

    Horário: das 19h30 às 21h30

  2. Miguel de Cervantes e William Shakespeare

    21/08
    Miguel de Cervantes e William Shakespeare

    Dois gênios - contemporâneos entre eles - mas que nunca se conheceram. William Shakespeare, o bardo inglês, foi um dos maiores representantes da Literatura Elizabetana, senão o literato e poeta mais importante da língua inglesa em todos os tempos. Já o autor de “Dom Quixote de La Mancha” não ficou atrás. O espanhol Miguel de Cervantes, gênio universal da literatura, escreveu “o melhor livro do mundo”, segundo votação entre críticos e escritores como Milan Kundera e Salman Rushdie. Em dois encontros, o curso ministrado pelo historiador Voltaire Schilling se concentra na época em que os dois gênios viveram e atuaram, elucidando a atmosfera de uma Inglaterra transitória de Elizabeth a Jaime, e de uma Espanha que estendia sua autoridade sobre parte do Novo Mundo, com a cruz e a espada.

    Voltaire Schilling
    Leciona História há mais de 30 anos. Escreveu os seguintes livros, entre outros: A Revolução Chinesa, O Nazismo – breve história ilustrada, Momentos da História: a função da História na conjuntura social, Estados Unidos vs América Latina: as etapas da dominação, Tempos da História, O Conflito das Ideias, América, Ocidente vs Islã. É responsável pela página de História do portal Terra.

    Período: dias 21 e 28 de agosto de 2018

    Dia: terças-feiras

    Horário: das 19h30 às 21h30

  3. A história da Loucura: da antiguidade aos nossos dias

    05/09
    A história da Loucura: da antiguidade aos nossos dias

    Como a loucura foi percebida e descrita ao longo do tempo? A que lendas e fábulas imputamos historicamente seu surgimento? Os transtornos mentais são históricos ou são sempre os mesmos?

    Neste curso, vamos percorrer a história da loucura desde a antiguidade, quando ela aparece na literatura, passando pela loucura que os medievais compreendiam religiosamente, até a emergência do discurso científico sobre o “transtorno mental” na contemporaneidade.

    Após estudar os registros literários sobre a loucura ao longo da história, passaremos às tentativas científicas de descrever a loucura e separá-la da “normalidade” a partir do século XVII. Deste ponto em diante, trabalharemos as principais teorias do transtorno mental na virada do século XIX para o XX.

    Finalmente, chegaremos ao ponto mais importante: voltar nossa atenção à evolução dos 5 manuais diagnósticos da Associação Americana de Psiquiatria (do DSM-1 ao DSM-5, atual) e estudar as suas diferenças e o que elas nos ensinam sobre nossa concepção de loucura.

    Felipe Pimentel
    Professor de história formado pela UFRGS, psicólogo formado pela UNISINOS e psicanalista da APPOA, Felipe Pimentel une as suas duas formações para lecionar esse curso.

    Período: dias 05 e 12 de setembro de 2018

    Dia: quartas-feiras

    Horário: das 19h30 às 21h30

  4. A história da Beleza: da Modernidade ao Contemporâneo

    06/11
    A história da Beleza: da Modernidade ao Contemporâneo

    O conceito de beleza passou por transformações através dos tempos. Ao longo da história, os cânones do belo variaram, modificando assim arquétipos, mitos e padrões de beleza, especialmente influenciados por movimentos socioculturais e necessidades do cotidiano. Atrizes, divas e ícones da moda sempre exerceram um enorme poder sobre o que é valorizado ou depreciado enquanto belo. A beleza, como nos mostra a história, tem a ver com poder, sedução, prazer, satisfação e emoção. Seus padrões, contudo, variam em diferentes culturas ou épocas, não havendo um conceito único para o que é concretamente belo.

    Neste curso vamos ingressar no universo da beleza, desde a Modernidade até o Contemporâneo, percebendo os padrões, os desvios e os delírios expressos principalmente na moda e no corpo, chegando numa atualidade pretensamente mais democrática, com espaço para o bem-estar, a saúde e o conforto.

    Giselle Padoin
    Pós-graduada em Estudos Avançados da Língua Inglesa pela PUCRS, curadora independente e pesquisadora de moda e arte. Realizou palestras de moda e tendências para a Joalheria H.Stern. Ministrou cursos de História da Moda e joalheria no Istituto Europeo di Design/SP e PUCRS. Foi curadora de exposições de moda e cultura para o Moinhos Shopping e história da moda para o Shopping Iguatemi. Cursou cultura da moda na Central Saint Martins - University of Arts London, em Londres e no Institute Français de la Mode, em Paris. Realiza pesquisas no acervo do Palais Galliera, museu da moda de Paris e no Fashion Institute of Technology de Nova York. Assina a coluna de moda e cultura -`Haute Couture´, para a Revista Versatille.

    Período: dias 06 e 13 de novembro de 2018

    Dia: terças-feiras

    Horário: das 19h30 às 21h30

  5. O Amor em diferentes tempos

    O Amor em diferentes tempos

    Sem estoque

    O que é o amor? O amor é igual para todos nós? As mais diversas histórias de amor presentes na Mitologia, nas Artes Visuais e na Literatura, desde a Antiguidade até agora, nos ajudam a refletir sobre a força e a complexidade desse sentimento. Serão 4 encontros, um por mês, conduzidos por um dos mais versáteis intelectuais brasileiros, Donaldo Schuler.

    Cada encontro poderá ser cursado de maneira independente.

    Escreva para educativo@institutoling.org.br informando as datas de seu interesse. Assim o valor de matrícula será proporcional a sua participação.

    Donaldo Schuler
    Doutor em Letras e Livre-Docente pela UFRGS e pela PUCRS. Recebeu o título de Professor Emérito da UFRGS. Foi professor titular em língua e literatura grega da mesma universidade. Foi professor do Curso de Pós-graduação em Filosofia de PUCRS. Ministrou cursos em nível de graduação e de pós-graduação no Brasil e no exterior (Estados Unidos, Canadá, Uruguai, Chile, Argentina). Escritor de inúmeras e premiadas obras, entre ensaios e romances, é também tradutor, com destaque para o romance Finnegans Wake, de James Joyce, e a Odisséia¸de Homero.

    Período: de 09.04 a 09.07

    Dia: quintas-feiras ( 4 encontros, um a cada mês )

    Horário: das 19h30 às 21h30

  6. O nascimento do contemporâneo

    O nascimento do contemporâneo

    Sem estoque

    O impressionante avanço da tecnologia desde a eclosão da Revolução Industrial no século 18 e as revoluções políticas que tiveram seguimento nos séculos 19 e 20, fizeram com que o velho mundo europeu entrasse em ocaso. Todavia, a sensação de decadência ensejou uma profunda e multifacetada reação que abrangeu as mais diversas áreas da sociedade ocidental, permitindo que um novo e vigoroso movimento emergisse das crises econômicas, das guerras e das revoluções ? movimento cultural, artistico e literário que se concentrou especialmente na desconstrução de tudo aquilo que era considerado no Ocidente como bom, belo e justo, criando assim o que nos é próximo.

    Voltaire Schilling
    Leciona História há mais de 30 anos. Escreveu os seguintes livros, entre outros: A Revolução Chinesa, O Nazismo – breve história ilustrada, Momentos da História: a função da História na conjuntura social, Estados Unidos vs América Latina: as etapas da dominação, Tempos da História, O Conflito das Ideias, América, Ocidente vs Islã. É responsável pela página de História do portal Terra.

    Período: De 20 a 22/01

    Dia: De terça a quinta

    Horário: das 19h30 às 21h30

  7. Deusas e Ninfas na Mitologia Grega

    Deusas e Ninfas na Mitologia Grega

    Sem estoque

    O curso Deusas e Ninfas apresenta as principais entidades femininas como diferentes manifestações da figura da mulher, tanto na Mitologia Grega como na posterior tradição ocidental. O curso, ministrado pelo professor Cláudio Moreno, busca na condição metafórica dos mitos a reflexão possível acerca da sociedade.
    Cláudio Moreno
    Cláudio Moreno é formado em Letras, com ênfase em Português e Grego. É Mestre em Língua Portuguesa pela UFRGS e Doutor em Letras pela PUCRS. Foi professor do Instituto de Letras da UFRGS e das faculdades de Direito e de Comunicação da PUCRS. É colunista regular do jornal Zero Hora, de Porto Alegre, com uma seção sobre mitologia e outra sobre questões de nosso idioma. É o autor de Guia Prático do Português Correto (4 v.) e de O Prazer das Palavras (3 v.), pela L&PM, e coautor de Português para Convencer (Ática). Publicou também o romance Troia: o romance de uma guerra e dois livros de crônicas sobre a Antiguidade — "Um Rio que Vem da Grécia e 100 Lições para Viver Melhor; histórias da Grécia Antiga, com o qual conquistou o prêmio Açorianos de Literatura 2009. Mantém o saite www.sualingua.com.br.

    Período: de 13 a 15.01

    Dia: de terça a quinta

    Horário: das 19h30 às 21h30

  8. As grandes correntes ideológicas do Século XX: as ideias que mobilizaram as massas

    As grandes correntes ideológicas do Século XX: as ideias que mobilizaram as massas

    Sem estoque

    Com o declínio das religiões por efeito das ideias políticas difundidas pelo Iluminismo, acreditou-se que as modernas sociedades laicas fossem evitar a violência e o fanatismo. Todavia, não foi isto que ocorreu. O surgimento das ideologias, que em larga parte substituíram as crenças religiosas e as multidões devotas, provocou não só intermináveis polêmicas como foi o causador da maior parte das guerras travadas no século XX, estendendo-se pelo século XXI adentro.
    Voltaire Schilling
    Leciona História há mais de 30 anos, em diversas instituições de ensino. Escreveu os seguintes livros, entre outros: A Revolução Chinesa, O Nazismo – breve história ilustrada, Momentos da História: a função da História na conjuntura social, Estados Unidos vs América Latina: as etapas da dominação, Tempos da História, O Conflito das Ideias, América, Ocidente vs Islã. É o responsável pela página de História do portal Terra.

    Período: de 06.11 a 20.11

    Dia: quintas-feiras ( 3 encontros )

    Horário: das 19h30 às 21h30

  9. Os amores de Zeus

    Os amores de Zeus

    Sem estoque

    As infidelidades de Zeus, o grande senhor do Olimpo, tornaram-se uma fonte inesgotável de motivos mitológicos. Suas incontáveis aventuras amorosas povoaram a mitologia grega de uma imensa quantidade de deuses e heróis que, inspirando centenas de obras de arte, estão vivos até hoje no imaginário ocidental.
    Cláudio Moreno
    Formado em Letras, com ênfase em Português e Grego, é também Mestre em Língua Portuguesa pela UFRGS e Doutor em Letras pela PUCRS. Foi professor do Instituto de Letras da UFRGS e das faculdades de Direito e de Comunicação da PUCRS. É colunista do jornal Zero Hora, de Porto Alegre, com uma seção sobre mitologia e outra sobre questões de nosso idioma. Autor de Guia Prático do Português Correto (4 v.) e de O Prazer das Palavras (3 v.), pela L&PM, e coautor de Português para Convencer (Ática). Publicou também o romance Troia: o romance de uma guerra e dois livros de crônicas sobre a Antiguidade — "Um Rio que Vem da Grécia e 100 Lições para Viver Melhor; histórias da Grécia Antiga, com o qual conquistou o prêmio Açorianos de Literatura 2009. Mantém o saite sualingua.com.br.

    Período: de 05.11 a 19.11

    Dia: quartas-feiras ( 3 encontros )

    Horário: das 19h30 às 21h30

  10. 100 anos após a Primeira Guerra Mundial: o legado de um cataclismo cultural

    100 anos após a Primeira Guerra Mundial: o legado de um cataclismo cultural

    Sem estoque

    Um século passou desde o início da ‘Grande Guerra’ – um conflito cuja duração seria, no máximo, de quatro meses, mas que estendeu-se sobre mais de quatro anos, envolvendo meio mundo de potências. Quando terminou em 1918, estava destruído não somente o Império Austro-Hungaro e a Alemanha ‘Guilhermina’, mas toda uma cultura ‘central-europeia’, com suas formas culturais, sociais e literárias. Com elas, perdeu-se também um cosmos de linguagem, uma visão de mundo e uma certa sensibilidade estética. Refletir acerca das significativas mudanças que resultaram deste primeiro abalo “global” é o objetivo principal do colóquio, composto por uma conferência de abertura, mesas redondas e leituras comentadas de relatos de viagem.

    Estudantes da UFRGS recebem desconto especial: escreva para educativo@institutoling.org.br e receba mais informações. O valor da inscrição é de R$ 30,00.

    Kathrin Rosenfield, Peter Wortsman, Sergius Gonzaga, Neil Hertz, Luis Krausz, José Vicente Tavares, Gunter Axt, Lúcia Serrano, Robson Pereira
    Organização:
    Kathrin Rosenfield - doutora em Ciência da Literatura

    Convidados:
    Peter Wortsman - tradutor e escritor
    Sergius Gonzaga - escritor e professor de Literatura Brasileira na UFRGS
    Neil Hertz - professor do Departamento de Humanidades da Johns Hopkins University
    Lawrence Flores Pereira - poeta, tradutor e ensaísta gaúcho. Professor na UFSM.
    Luis Krausz - professor em Literatura Hebraica e Judaica na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP
    José Vicente Tavares - sociólogo
    Gunter Axt - doutor em História Social
    Lúcia Serrano - doutora em Letras – Literatura
    Robson Pereira - psicanalista

    Apoio:
    Academia Rio-Grandense de Letras
    Federação Israelita
    Internationales Oesterreich Zentrum - Centro Austríaco Internacional
    Instituto Latino Americano de Estudos Avançados - ILEA / UFRGS
    Instituto Ling
    Programação de Pós-Graduação em Filosofia – UFRGS

    Período: 17 e 18.11

    Dia: segunda e terça-feira ( 2 encontros )

    Horário: dia 17 às 18h30 e dia 18 às 18h30